São Pedro do Sul

Comandantes na reforma na frente de combate ao fogo

Foto Tony Dias/global Imagens

Relatório da Inspeção-Geral da Administração Interna concluiu que dois comandantes dos Bombeiros de Arouca não podiam dirigir operações por estarem retirados do serviço.

O grande incêndio de agosto de 2016 que afetou os concelhos de Arouca, distrito de Aveiro, e S. Pedro do Sul, Viseu, entre os dias 8 e 15, teve "falhas graves" de coordenação e foi detetado que dois comandantes pertencentes ao Quadro de Honra dos Bombeiros de Arouca dirigiram, de forma ilegal, operacionais durante o combate às chamas.