Exclusivo

"Agora sou um polícia que fiscaliza a floresta, a caça e a pesca"

"Agora sou um polícia que fiscaliza a floresta, a caça e a pesca"

Os 155 novos guardas-florestais estão em funções desde 19 de abril, reforçando as equipas do Serviço de Proteção da Natureza da GNR.

Com vários familiares na Guarda Nacional Republicana, Pedro Marques sempre disse à mãe o que pretendia fazer na vida: "Ir para o Exército ou ser polícia". No Exército já estava, quando decidiu agarrar o futuro e candidatar-se ao concurso para guarda-florestal. "Agora sou um polícia que fiscaliza a floresta, a caça e a pesca", afirma Pedro, sintetizando a missão.

Este jovem de 20 anos faz parte do grupo de 155 guardas-florestais que, em abril, passou a reforçar o Serviço de Proteção da Natureza da GNR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG