Viseu

Natércia e Rodrigo deram​​​​​​​ o nó na Feira de S. Mateus 

Natércia e Rodrigo deram​​​​​​​ o nó na Feira de S. Mateus 

Entre o palco e a Praça de Viriato, ao longo de 400 metros, foi estendida uma passadeira vermelha para os primeiros noivos da Feira de S. Mateus, onde esta quinta-feira tocou a marcha nupcial.

Natércia Santos, de 23 anos, de Aguiar da Beira, e Rodrigo Valente, de 24, de Sernancelhe, deram ontem o nó e o pontapé de saída na nova tradição do certame.

"Daqui a 50 anos, visitantes, historiadores, jornalistas, vão lembrar-se deste dia", afirmou Jorge Sobrado, gestor da Viseu Marca.

O casal de cabeleireiros achou "engraçado" casar na feira. "Só contaram depois de escolhidos, mas ficámos muito felizes", diz a mãe da noiva, Maria Corgo. "Quem é que não quer uma filha casada neste sítio? É o melhor sítio", dizia, Carlos Santos, pai de Natércia. Sem palavras estava António Valente, pai de Rodrigo. "É diferente, para melhor", resumiu a mãe do noivo, Luísa.

A cerimónia religiosa foi na Igreja Nossa Senhora da Conceição, mas a troca de alianças e votos foram no certame, onde partilharam bolo e champanhe.

A Viseu Marca e patrocinadores pagaram o vestido, alianças, flores, metade do valor da boda e uma viagem a Punta Cana, na República Dominicana.