Tons da Primavera

"Street Art" vai pintar ruas de Viseu

"Street Art" vai pintar ruas de Viseu

Doze artistas vão pintar Viseu, no dia 19, com os temas da primavera e dos vinhos do Dão.

São artistas urbanos e prometem dar cor às paredes esquecidas da cidade que acolhe o festival "Tons da Primavera", onde se insere um evento de arte urbana que chama à região alguns dos melhores artistas nacionais e internacionais.

Esta é já a segunda edição do "Festival Street Art" de Viseu, este ano com mais artistas, entre eles BASIK e Agostino Iacurci, dois nomes incontornáveis de arte urbana em Itália.

Entre os participantes nacionais está "Kruella d'Enfer", uma das curadoras do Festival, que fará uma evocação da "cidade-jardim" numa parede do Bairro da Balsa, junto ao centro da cidade. O imaginário de uma natureza encantada, dos bosques, da sua flora e fauna, das suas tonalidades e encantamentos mágicos, estarão no centro da criação da artista, que tem origens familiares na região.

"Akacorleone" é o nome artístico de Pedro Campiche. Tem obras representadas em várias cidades portuguesas e até na distante tailandesa, Banguecoque. O artista vai repetir a participação no evento, desta vez para dar identidade a uma ponte que liga dois edifícios da Universidade Católica. A palavra que se destacará da pintura mural é "Veritas", evocativa simultaneamente da verdade do conhecimento, da verdade do vinho, mas também da declaração inscrita na insígnia desta Universidade.

Além do tema da primavera, Viseu assume-se também cidade-vinhateira, e Nuno Barbedo, conhecido como "The Caver" vai unir pelo "street art" duas velhas cubas vínicas de Viseu e de Nelas, separadas por 24 quilómetros. O designer gráfico, natural de Lisboa, vai criar uma imagem gémea nestas antigas estruturas de reserva de vinho da região do Dão.

Num outro local da cidade, "Lord Mantraste" propõe retratar numa parede lateral do interface de serviços rodoviários da cidade uma "Eva" no cume dos montes que fazem o correr do rio Dão, em cor de vinho. A ideia é neste caso intervir na Central Municipal de Transportes, por onde passam diariamente centenas de pessoas. "Pretendo ser a Nossa Senhora da ilustração e que cada trabalho meu seja um menino Jesus", é assim que se autodefine o artista.

Este festival de arte urbana é apenas uma parte da programação do "Tons da Primavera". O evento conta com uma variada agenda, entre os dias 19 e 22 de maio, que contempla provas de vinho, no espaço "Entre Aduelas" com dezenas de produtores, o "Street Food", que reúne vários agentes gastronómicos com petiscos da região e diversos concertos.

Conteúdo Patrocinado