"Viriato"

Primeiro transporte público não tripulado do país chega em 2019 a Viseu

Primeiro transporte público não tripulado do país chega em 2019 a Viseu

O primeiro veículo elétrico e não tripulado do país vai circular em Viseu, a partir do início do próximo ano.

Foi batizado de "Viriato", mede nove metros de comprimento e três metros e meio de altura. Trata-se do primeiro transporte público elétrico, não tripulado do país, devendo entrar em circulação no início do próximo ano na cidade de Viseu.

A apresentação do veículo foi feita esta quarta-feira no Portugal Smart Cities Summit, que decorre entre 11 e 13 de abril no Centro de Congressos de Lisboa (FIL).

A empresa TulaLabs, que há quatro anos desenvolveu o primeiro carro elétrico de nove lugares, sem condutor, para a Suíça, está a desenvolver o veículo para a cidade de Viriato.

"Viseu tinha um desafio que era substituir o funicular, que tem problemas de custos e operacionais. A nossa tecnologia é autónoma, não precisa de condutor e faz carregamentos automáticos sem ninguém presente", explicou Jorge Saraiva , responsável pela empresa com sede em Coimbra.

"O que fizemos foi pegar na tecnologia que tínhamos desenvolvido para a Suíça para ambiente privado e transformá-lo para 24 passageiros e ambiente de cidade", acrescentou.

O veículo está equipado com lasers a 360 graus, câmaras à frente e atrás. "É seguríssimo", assegura Jorge Saraiva.

O "Viriato" vai fazer a ligação entre a Cava de Viriato e o centro histórico sete dias por semana.

"Durante o dia, vai estar sempre a circular e à noite, para poupar energia, serão os passageiros a acionar o andamento e a escolher uma das quatro paragens", explicou o responsável da empresa.

Almeida Henriques, presidente da Câmara de Viseu realçou que esta solução vai custar menos 80 mil euros por ano em relação ao funicular, com custos de manutenção anuais de 350 mil euros.

"Seremos uma das primeiras cidades europeias a ter um transporte público não tripulado e que se integra no novo conceito de mobilidade da cidade", realçou o autarca.

ver mais vídeos