O Jogo ao Vivo

Viseu

Morte de cavalo por maus-tratos e desidratação gera indignação

Morte de cavalo por maus-tratos e desidratação gera indignação

Os alegados maus tratos infligidos a um cavalo em Viseu, que acabou por morrer na segunda-feira, desidratado, estão a gerar indignação nas redes sociais.

O caso foi registado pela PSP de Viseu, que explicou ao JN que o cavalo costumava ser visto na cidade a puxar uma carroça, que servia de meio de transporte ao dono, residente em Teivas.

No passado domingo, quando seguiam dois homens de etnia cigana na carroça, "o animal desfaleceu e ficou deitado na via pública, pelo que foi chamado o veterinário municipal", adiantou fonte da PSP.

Segundo várias pessoas que presenciaram a situação e a denunciaram nas redes sociais, o cavalo apresentava ferimentos, em carne viva, na zona do estômago, e tinha sinais de maus tratos e desidratação.

Segundo a PSP, o veterinário municipal levou o animal para um centro hípico do concelho. No entanto, o cavalo acabou por falecer.

"É com enorme pesar que comunicamos o falecimento do cavalinho que não resistiu aos maus-tratos continuados e desidratação, em Viseu", lê-se na página de Facebook do IRA-Intervenção e Resgate Animal.

E acrescenta: "Sucumbiu à exaustão, sendo o seu percurso de vida mais rijo que o solo que amparou a sua queda. Nenhum animal merece tamanha falta de dignidade e proteção".

A PSP adiantou ao JN que os dois indivíduos foram identificados, sendo que o dono do cavalo já é reincidente.

"Estamos a aguardar o relatório do veterinário municipal. Se a causa da morte do cavalo tiverem sido maus tratos, participaremos o caso ao Ministério Público", afirmou o oficial de relações públicas da PSP de Viseu.