Exclusivo

Universidade Católica e Ordem de Malta afastam padre suspeito de Viseu

Universidade Católica e Ordem de Malta afastam padre suspeito de Viseu

Suspensão de funções decretada pela diocese, após escândalo de alegado abuso de menor, for alargada a instituições em que o sacerdote era capelão.

A Ordem de Malta, uma das instituições mais antigas e conceituadas entre as ordens religiosas leigas, suspendeu da função de capelão o padre Luís Miguel da Costa, de 46 anos, que é investigado por abuso sexual de menor. O mesmo aconteceu na Ordem Constantiniana de São Jorge - Real Comissão de Portugal, onde o suspeito era capelão de Mérito. E a Universidade Católica, onde o sacerdote de Viseu foi docente e era capelão, também lhe retirou todas as funções.

O presidente do Centro Regional de Viseu da Universidade Católica, Aires do Couto, disse ao JN que o padre deixou de ser capelão em agosto, quando o bispo lhe retirou as funções que exercia na diocese.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG