Um grupo de ciclistas libertou, no sábado, uma cadela amarrada pelo pescoço a uma árvore na Serra de Pias, em Valongo. O animal, que foi resgatado no domingo pela equipa cinotécnica dos Bombeiros de Valongo, está a ser tratado e já tem dono.

Valongo

Cadela amarrada a uma árvore foi libertada e já tem dono

Cadela amarrada a uma árvore foi libertada e já tem dono

Bruno Oliveira, 2.º comandante dos Bombeiros Voluntários de Valongo (BVV) afirmou, ao JN, que além da magreza extrema, a cadela foi encontrada "em muito mau estado, com ferimentos bastante graves, sobretudo na zona do pescoço, onde estava a corda".

Após o resgate, efetuado ontem por um elemento da equipa cinotécnica dos BVV, a cadela seguiu para um veterinário e está a ser "tratada e medicada". Já há uma família para acolher o animal permanentemente.

A cadela foi encontrada amarrada a uma árvore na Serra de Pias, no sábado, por oito ciclistas da região do Vale do Sousa, que costumam treinar naquela zona. "Quando chegamos à beira dela ficamos chocados, mesmo. Isto não se faz a ninguém", disse, ao JN, Nuno Rocha, um dos ciclistas. "Começamos a dar-lhe barras energéticas e a fazer-lhe festinhas, para ganhar confiança. Depois um colega meu cortou a corda e soltou-a".

No domingo à tarde, Nuno Rocha voltou a Valongo à procura do animal, que tinha fugido no dia anterior. Quando localizou a cadela, ligou de imediato à equipa cinotécnica, que resgatou o animal. Apesar de ter ficado feliz com o desfecho, Nuno Rocha não tem dúvidas: "Fizemos o que muita gente faria".

Num vídeo publicado pelo ciclista nas redes sociais, que pode chocar alguns leitores, é possível ver a cadela visivelmente magra e amarrada a uma árvore. O caso motivou uma indignação nas redes sociais e há quem peça ajuda para encontrar o responsável pelo caso.