Nacional

Alto Tâmega incentiva jovens para a fixação e criação do próprio emprego

Alto Tâmega incentiva jovens para a fixação e criação do próprio emprego

Os seis municípios do Alto Tâmega estão a desenvolver uma estratégia de incentivo aos estudantes locais que frequentam o ensino superior para a criação de empresas e de emprego no território e, assim, combater o envelhecimento populacional.

O projeto "Empreender com sucesso no Alto Tâmega" está a ser desenvolvido em parceria pela Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega (CIM-AT) e pela Associação de Municípios do Alto Tâmega (AMAT) e visa criar um programa que permita identificar alunos universitários da região que se encontrem a estudar noutras regiões do país e atraí-los com vista a criarem o seu próprio negócio.

O presidente da CIM--AT e da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, afirmou que estão contabilizados cerca de 2.500 alunos destes municípios a frequentar instituições de ensino superior um pouco por todo o país.

"E nós queremos sensibilizar esses alunos para que regressem, invistam e criem aqui a sua empresa", sublinhou.

O autarca acrescentou que o "projeto visa captar e fixar capital humano qualificado no Alto Tâmega, dar a conhecer as condições favoráveis ao desenvolvimento, estimular a cultura empreendedora e dar uma maior visibilidade às potencialidades deste território".

Na quinta-feira, em Chaves, realiza-se o seminário "Atração e Fixação de Empreendedores no Alto Tâmega", que servirá também para divulgar o projeto e fazer um ponto de situação do trabalho em curso.

Este programa resulta de uma candidatura a fundos comunitários no valor de 460 mil euros e tem como objetivo "combater o envelhecimento" e "valorizar as potencialidades da região".

Para operacionalizar esta estratégia de desenvolvimento, foi feito um mapeamento dos estudantes naturais do território que frequentam instituições de ensino superior, desde Bragança até ao Algarve.

A maioria destes alunos estuda em universidades ou institutos politécnicos de Braga, Bragança, Porto e Vila Real.

O programa inclui a realização de ações de divulgação nas instituições de ensino onde mais alunos estudam com o objetivo de revelar o conjunto de incentivos que estão disponíveis, quer a nível de apoios comunitários quer a nível local, para os ajudar na criação de negócio.

Será ainda lançado um concurso de ideias que irá premiar as melhores propostas de empreendedorismo e vai ser também criado um programa de mentores, composta por empresários da região que se dedicarão ao acompanhamento dos novos empreendedores.

O Alto Tâmega agrega os municípios de Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena, Valpaços e Vila Pouca de Aguiar.