Economia

Câmara de Lisboa analisa proposta de elevador para acesso à estação de Benfica

Câmara de Lisboa analisa proposta de elevador para acesso à estação de Benfica

A Câmara municipal de Lisboa vai analisar na quinta-feira uma proposta para a construção de um elevador de acesso à estação da CP de Benfica, em Lisboa, depois de uma reivindicação de mais de 10 anos dos moradores.

De acordo com a proposta, a que a Lusa teve hoje acesso, a construção do elevador, que vai ligar a estação da CP -- Comboios de Portugal à rua José Augusto Seabra, vai ser financiado em partes iguais pela Câmara Municipal de Lisboa, a Infraestruturas de Portugal e a transportadora.

Os valores da despesa da Câmara com a construção serão registados no Orçamento de 2018, é salientado na proposta, em que se destaca ainda que esta despesa plurianual já obteve autorização prévia da Assembleia Municipal de Lisboa.

O acesso pedonal sul dos moradores e utentes à estação de Benfica é feito por uma escadaria de 40 degraus, o que impossibilita o ingresso por parte de cidadãos com mobilidade reduzida.

Os mais afetados são precisamente os cidadãos do Calhariz de Benfica, que para se deslocarem até ao centro da freguesia têm de passar pelo interior da estação.

Em 2016, após petições e participação dos munícipes em reuniões públicas da freguesia e descentralizadas da Câmara, esta autarquia garantiu junto da CP o acesso dos moradores a uma rampa interior na estação através de um cartão de acesso provisório emitido pela CP, dirigido a pessoas do Bairro do Calhariz com mobilidade reduzida.

Ficou então também acordada a construção de um elevador de acesso à plataforma de circulação da estação, proposta que vai ser agora analisada na próxima reunião da Câmara, de maioria socialista, na quinta-feira, por proposta do gabinete do vice-presidente, Duarte Cordeiro.