Economia

Capital de risco geria 4,5 mil ME em 2016, mais 11,3% do que em 2015

Capital de risco geria 4,5 mil ME em 2016, mais 11,3% do que em 2015

O valor sob gestão pelas empresas capital de risco aumentou 11,3% em 2016 para 4,5 mil milhões de euros, segundo o relatório da CMVM que, contudo, indica que diminuiu o valor do investimento em participações sociais em empresas sediadas em Portugal.

Segundo o Relatório Anual da Atividade de Capital de Risco, hoje divulgado pela Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), em 2016, para o crescimento do valor sob gestão contribuiu o aumento registado nos Fundos de Capital de Risco (FCR) de 450,4 milhões de euros para 4,3 mil milhões de euros, uma vez que também têm uma quota de mercado superior a 95%.

Já as sociedades de capital de risco tinham um valor sob gestão de 208,3 milhões de euros, um crescimento de 1,9% face ao ano anterior. Estas sociedades representam cerca de 5% do valor gerido pelo setor de capital de risco.

Por tipo de investimento feito pelo capital de risco, diz o regulador dos mercados financeiros que o aumento do valor sob gestão se deveu ao "valor direcionado para outros ativos afetos ao investimento em capital de risco", caso de "posições sobre derivados e outros ativos", enquanto diminuiu o investimento em participações e outros investimentos (como prestações suplementares, prestações acessórias, suprimentos, obrigações e outros títulos de dívida e empréstimos).

Ainda em 2016, o setor português de capital de risco fez 1.700 operações de investimento (mais 4,5% face a 2015) em 114 empresas, sendo que 71 operações foram em investimento em unidades de participação de fundos de capital de risco, 894 em 'outros investimentos' e 735 operações sobre participações sociais.

Segundo a CMVM, o valor do investimento em participações no capital social de empresas residentes em Portugal diminuiu 8,1%, tendo aumentado em 5,5% o investimento em empresas não residentes. Ou seja, o capital de risco prefere apostar mais em empresas com sede no estrangeiro.

No final de 2016, o setor de capital de risco era composto por 38 sociedades (Sociedades de Capital de Risco, Sociedades Gestoras de Fundos de Capital de Risco e Sociedades Gestoras de Fundos de Investimento) e 85 fundos de capital de risco.