O Jogo ao Vivo

Economia

Catalunha: Grupo editorial Planeta transfere sede para Madrid após intervenção de Puigdemont

Catalunha: Grupo editorial Planeta transfere sede para Madrid após intervenção de Puigdemont

O Grupo Planeta confirmou hoje que vai transferir a sua sede social de Barcelona para Madrid, após o presidente da Generalitat, Carles Puigdemont, ter assumido a declaração de independência, apesar de suspender os seus efeitos.

Puigdemont afirmou hoje que assume o "mandato do povo" para que a Catalunha "se converta num Estado independente em forma de república", mas de seguida propôs a "suspensão dos efeitos da declaração de independência" para abrir a porta ao diálogo.

Um porta-vos do principal grupo editorial e audiovisual espanhol recordou à agência noticiosa Efe o comunicado difundido na segunda-feira, no qual o seu conselho de administração informava que adotaria a decisão de alterar a sede caso Puigdemont emitisse uma declaração de independência da Catalunha.

O referendo de independência da Catalunha já levou mais de 20 empresas a transferirem a sua sede para fora da região, noticiou hoje o jornal espanhol Expansión.

O grupo de infraestruturas Albertis e a Imobiliária Colonial decidiram hoje transferir as suas sedes de Catalunha para Madrid e de São Miguel para Málaga, respetivamente, juntando-se ao grupo de instituições do Ibex 35 que já abandonaram a região.

A publicação refere ainda que a saída de empresas está a aumentar, devido ao clima de instabilidade provocado pela eventualidade do Governo decretar uma Declaração Unilateral de Independência (DUI) e acrescenta que a maioria das empresas justifica esta decisão com a necessidade de proteger os interesses dos acionistas, clientes e funcionários.