Desporto

Futebol: I Liga/ Vitória de Setúbal - Marítimo (declarações)

Futebol: I Liga/ Vitória de Setúbal - Marítimo (declarações)

Declarações no final do encontro Vitória de Setúbal-Marítimo (3-1), da nona jornada da I Liga portuguesa de futebol:

- José Couceiro (treinador do Vitória de Setúbal): "No cômputo geral, o Vitória foi mais equipa e mereceu ganhar. Foi uma vitória clara. Mesmo tendo sofrido um golo no último minuto da primeira parte, fomos melhores frente a um Marítimo mais experiente e que se apresentou aqui mais confiante pela posição que ocupa na classificação.

O momento da expulsão (Fábio Pacheco, aos 65 minutos) é importante, mas antes, aos 60 minutos, já estávamos por cima do jogo e merecíamos ter empatado. Mantivemos a postura e quisemos ganhar o jogo depois do empate. A equipa teve classe e entrou na segunda parte sem fantasmas. Fomos a melhor equipa, frente a um excelente adversário.

Dá sempre um gosto especial ganhar, mesmo sendo nos minutos finais. Tínhamos ganhado só um jogo, mas é importante frisar que estamos em todas as frentes (Taça de Portugal e Taça da Liga). Conseguimos vencer a adversidade. Estamos dentro da média de pontos do ano passado.

Temos consciência das limitações que temos. Estou muito satisfeito por ver o André Sousa entrar para o aquecimento depois dos colegas (devido a lesão de Nuno Pinto antes do jogo). Fez um bom jogo e duas assistências.

Hoje, estamos todos satisfeitos, mas não há nenhuma euforia. Quinta-feira temos outro jogo (Portimonense-Vitória de Setúbal, para a Taça da Liga).

- Daniel Ramos (treinador do Marítimo): "Após a expulsão (de Fábio Pacheco, aos 65 minutos) tivemos muitas dificuldades.

Na primeira parte, o Vitória teve bola, mas nós conseguimos criar mais oportunidades, acabando por chegar ao golo.

Na segunda parte, queríamos ter chegado ao 2-0 e tivemos oportunidades para isso. A expulsão obrigou-nos a recuar. Concedemos alguns remates e acabámos por ser penalizados.

Sem ver os lances, concordo com a decisão do árbitro nos dois cartões amarelos. Entendo a dificuldade de ajuizar naquele tipo de situações".