Nacional

Importância de não desistir de estudos é mensagem do Governo a feira de emprego

Importância de não desistir de estudos é mensagem do Governo a feira de emprego

Com dois terços dos jovens de 20 anos fora do ensino superior, o Governo adotou uma campanha que incita a "não desistir" e envia hoje esse apelo à feira de educação e emprego Futurália, que começa hoje em Lisboa.

A secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, disse à agência Lusa que os números "suscitam preocupação" para tentar que os jovens continuem os estudos, especialmente os do ensino profissional, em que só "12 a 15%" continua a aprender a nível superior.

Crise económica, más opções do Governo anterior e história familiar são fatores que influenciam o abandono dos estudos, mas Fernanda Rollo destaca que o pior obstáculo à continuação da educação são ideias erradas sobre a inutilidade dos cursos superiores.

"Persiste esta ideia de que não vale a pena, o que temos que combater com toda a assertividade", declarou.

Para justificar, indica que ter formação superior aumenta a taxa de emprego: uma média de entre 81 e 90% dos adultos com educação superior tem emprego, mais do que se passa com pessoas que só concluíram o secundário ou que abandonaram a meio.

"Não há nenhum aluno", seja de Humanidades, Ciências ou de cursos profissionais que não possa continuar para uma formação superior, salientou.

Mesmo os alunos de cursos profissionais, que tendem a entrar mais cedo no mercado de trabalho, por necessidade, podem depois regressar aos estudos, indicou.

O "canudo" continua a ser valorizado pelos empregadores como uma prova de qualificações e no geral, as pessoas que completaram os estudos assumem-se mais satisfeitas com a sua vida, referiu.