O Jogo ao Vivo

Nacional

Incêndios: Cruz Vermelha de Coimbra cria plataforma "online" para otimizar doações

Incêndios: Cruz Vermelha de Coimbra cria plataforma "online" para otimizar doações

"Por forma a robustecer a rede de apoio comunitário às populações afetadas pelos incêndios, a Delegação de Coimbra criou um banco de partilha 'on-line' que visa otimizar os recursos e serviços doados por particulares, instituições, autarquias e empresas e a sua distribuição às populações mais vulneráveis, estabelecendo uma cadeia de solidariedade entre as partes e promovendo uma sustentada e eficiente distribuição de recursos", refere uma nota de imprensa enviada à agência Lusa.

A Cruz Vermelha recorda que a "notória devastação florestal e habitacional eleva a exigência na prestação dos cuidados, no acessos aos apoios e traduz uma necessidade de emergente de proximidade a estas populações - apoiando o retorno à normalidade".

"Enquanto instituição humanitária cujos princípios fundamentais preservamos, é de nossa missão a total disponibilidade para colaborar em rede. Só a solidariedade da população em geral, de norte a sul do país, que através da doação de bens alimentares, roupa, mobiliário, eletrodomésticos, dinheiro, alimentação para animais e prestação de serviços, permite a capacidade de ajudar quem agora se encontra numa situação de vulnerabilidade", refere a nota organização.

As centenas de incêndios que deflagraram no domingo último, o pior dia de fogos do ano segundo as autoridades, provocaram 44 mortos e cerca de 70 feridos, mais de uma dezena dos quais graves.

Esta é a segunda situação mais grave de incêndios com mortos em Portugal, depois de Pedrógão Grande, em junho deste ano, em que um fogo alastrou a outros municípios e provocou, segundo a contabilização oficial, 64 vítimas e mais de 250 feridos. Registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada quando fugia deste fogo.