Desporto

FPF e Liga chegam a acordo para vídeoárbitro até ao final da época 2018/19

FPF e Liga chegam a acordo para vídeoárbitro até ao final da época 2018/19

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) chegaram hoje a acordo para o prolongamento do projeto vídeoárbitro até ao final da temporada 2018/2019, anunciaram as duas organizações.

Tal como na atual época, será a FPF a assumir os custos do processo, indicaram em comunicado conjunto FPF e LPFP.

"Temos feito a avaliação permanente da introdução deste projeto. Com algum tempo de antecedência, e planeando já as épocas futuras, tomámos a decisão de assumir os custos de mais um ano de vídeoárbitro, para permitir a consolidação do projeto e continuar a ajudar os árbitros na sua tomada de decisão", afirmou o presidente da FPF, Fernando Gomes, citado no comunicado.

Fernando Gomes sublinhou ainda que a tecnologia do vídeoárbitro é "um projeto de não retorno".

Após a assinatura do convénio, que decorreu na Cidade do Futebol, também o presidente da Liga, Pedro Proença, saudou o acordo e a implementação do vídeoárbitro.

"Desde a primeira hora que aplaudimos esta decisão (...) Foi uma das primeiras ligas a ter esta tecnologia introduzida nas suas competições e os resultados são extremamente positivos. O passo agora dado é a garantia de que este projeto tem condições de sustentabilidade, para que em 2018/2019 possa prosseguir nas competições profissionais. Temos em primeiro lugar de agradecer à FPF pelo investimento que faz pelos clubes de futebol profissional, mas é também um investimento no futebol nacional", disse.

De resto, o presidente da FPF fez um balanço positivo da utilização do vídeoárbitro na atual temporada, lembrando que "16 decisões foram revertidas no bom sentido" em resultado do recurso à tecnologia, embora admitindo que esteja em curso "um processo normal de consolidação" do sistema.

O processo do vídeoárbitro encontra-se na atual temporada em fase de testes, estando prevista para março de 2018 uma decisão definitiva por parte do International Board (IFAB), organismo internacional que rege as leis do futebol.

ver mais vídeos