Desporto

Futebol: Taça de Portugal / Rio Ave -- Desportivo das Aves (declarações)

Futebol: Taça de Portugal / Rio Ave -- Desportivo das Aves (declarações)

Declarações dos treinadores do Rio Ave e do Desportivo das Aves, Miguel Cardoso e Lito Vidigal, no final da partida dos quartos de final da Taça de Portugal, que os avenses venceram por 5-4, no desempate por grandes penalidades, após um 4-4 no prolongamento.

Miguel Cardoso (treinador do Rio Ave): "O Rio Ave fez um percurso bonito na prova, com boas duas eliminatórias [eliminou Sporting de Braga e Benfica], e seria normal que toda gente tivesse expectativa que conseguiríamos vencer este jogo.

A equipa teve uma atitude excelente ao longo do jogo e mostrou, do primeiro ao último minuto, que queria vencer.

Ainda conseguimos superar situações de adversidade e recuperar o empate no prolongamento, lançando as decisões para as grandes penalidades, onde não fomos felizes.

Não estamos contentes, mas temos de pensar no aconteceu e pensar no que temos de fazer já a seguir, para não ficarmos amarrados a esta derrota

Parabéns aos meus jogadores, e também ao Desportivo, e amanhã cá estaremos para trabalhar.

[Sobre os golos sofridos] Temos de refletir nisso, porque temos um conjunto de processos defensivos que nos têm dado coisas boas. Foi um jogo atípico, mas temos de continuar a trabalhar para tentarmos ser melhores.

Não podemos ter uma atitude negativa, para que este jogo não seja traumatizante. Vamos perceber o que temos de fazer e trabalhar sobre isso.

Lamento a saída do jogador [Rúben Ribeiro para o Sporting] e espero que rapidamente o clube o possa substituir. Todos os jogadores são importantes, porque apesar de termos um plantel coeso não é vasto.

A partir de amanhã [quinta-feira], o Rúben já não estará connosco e a minha função é encontrar soluções dentro do plantel e, se for possível, trabalhar em conjunto com a direção para encontrámos soluções".

Lito Vidigal (treinador Desportiva das Aves): "Quero oferecer esta vitória aos fiéis adeptos do Aves. Eles também jogaram com a equipa. Puxaram quando mais era necessário. A vitória também é deles.

Os jogadores foram guerreiros e formaram uma equipa campeã, pois sempre acreditaram mesmo com decisões contra o Aves. Conseguiram virar um resultado adverso e transformá-lo numa vitória histórica para um clube como o Aves, que está em crescendo, que quer cimentar-se na Liga.

[Sobre a sua expulsão] Tenho pena tenha havido tantos lances infelizes em prejuízo do Aves. Pedi aos jogadores, que estivessem só focados naquilo que dependia deles. Isso foi feito, uma vitória fantástica, fazendo história. Foram decisões infelizes, talvez não mais do que isso.

[Sobre a recuperação aos 88 minutos] Foi o momento em que acreditei mais. Há jogadores que fazem carreiras longas e não têm hipótese de ir às meias-finais de uma Taça de Portugal. A um jogo só, tudo é possível. Foi sempre isso que falámos.

[qualificação para Liga Europa via Taça] Sempre dissemos que isso podia acontecer. Este jogo podia ser uma final e que ganhando a probabilidade de irmos à Liga Europa era grande, o que é algo que poderá imortalizar os jogadores do Aves".

.

ver mais vídeos