Desporto

I Liga (1.ª volta): Filme da prova, jornada a jornada

I Liga (1.ª volta): Filme da prova, jornada a jornada

Filme da primeira volta da edição 2017/18 da I Liga portuguesa de futebol, jornada a jornada:

1.ª jornada (06, 07, 08, 09 e 10 de agosto de 2017).

Golos marcados: 24 (11 na primeira parte + 13 na segunda).

Vitórias em casa: 6.

Empates: 2.

Vitórias fora: 1.

Resultado mais desnivelado: FC Porto-Estoril-Praia (4-0).

Melhores marcadores: Gelson Martins (Sporting), Marega (FC Porto) e William (Desportivo de Chaves), 2.

A figura: Gelson Martins (Sporting).

Uma semana depois de abrir a época com a conquista da Supertaça (3-1 ao Vitória de Guimarães, em Aveiro), o Benfica iniciou a corrida ao 'penta' com um triunfo, na receção ao Sporting de Braga, por 3-1, selado por Seferovic, Jonas e Salvio.

A primeira liderança foi, porém, conquistada pelo FC Porto, que, agora comandado por Sérgio Conceição, goleou em casa o Estoril-Praia por 4-0, com um 'bis' de Marega e tentos de Brahimi e Marcano, o último 'repescado' pela estreante vídeoárbitro.

O outro 'grande', o Sporting, também venceu, conseguindo, face ao regressado Desportivo das Aves, o único triunfo fora (2-0), graças a um 'bis' de Gelson Martins. O outro promovido, o Portimonense, ganhou em casa ao Boavista por 2-1.

2.ª jornada (11, 12, 13 e 14 de agosto).

Golos marcados: 17 (7 na primeira parte + 10 na segunda).

Vitórias em casa: 4.

Empates: 2.

Vitórias fora: 3.

Resultado mais desnivelado: Estoril-Praia-Vitória de Guimarães (3-0).

Melhor marcador: Kéber (Estoril-Praia), 2.

A figura: Seferovic (Benfica).

Um golo do reforço Seferovic, aos 90+2 minutos, permitiu ao Benfica vencer por 1-0 no reduto do Desportivo de Chaves e manter-se no grupo da liderança, juntamente com o FC Porto, o Sporting e o 'intruso' Rio Ave.

Os portistas, líderes por melhor diferença de golos, também ganharam por 1-0, em Tondela, com um tento de Aboubakar, tal como o Sporting, que derrotou em casa o Vitória de Setúbal, graças a um penálti de Bas Dost, aos 86 minutos.

Por seu lado, o Rio Ave triunfou por 2-1 face ao Boavista, no Bessa, numa ronda em que o Estoril-Praia conseguiu o resultado mais desnivelado, ao vencer na receção ao Vitória de Guimarães por 3-0, com um 'bis' de Kléber.

3.ª jornada (18, 19, 20 e 21 de agosto).

Golos marcados: 28 (12 na primeira parte + 16 na segunda).

Vitórias em casa: 5.

Empates: 1.

Vitórias fora: 3.

Resultados mais desnivelados: Vitória de Guimarães-Sporting (0-5) e Benfica-Belenenses (5-0).

Melhores marcadores: Jonas (Benfica) e Aboubakar (FC Porto), 3.

A figura: Bruno Fernandes (Sporting).

O Benfica goleou em casa o vizinho Belenenses por 5-0, com um 'hat-trick' de Jonas, e ascendeu ao primeiro lugar, com mais um tento marcado (9-1) do que FC Porto e Sporting (ambos com 8-0) e quatro face ao Rio Ave (5-1), que também ganharam os seus jogos.

O 'onze' de Sérgio Conceição bateu em casa o Moreirense por 3-0, com um 'hat-trick' de Aboubakar, o Sporting goleou em Guimarães por 5-0, com 'bis' de Bruno Fernandes e Bas Dost, e o Rio Ave triunfou por 2-0 na receção ao Portimonense.

Destaque ainda para o triunfo do Sporting de Braga na Vila das Aves, por 2-0, com tentos de Danilo e Esgaio, e o triunfo por 1-0 do Marítimo sobre o Boavista, que passou a ser a única equipa sem qualquer ponto.

4.ª jornada (25, 26, 27 e 28 de agosto).

Golos marcados: 17 (6 na primeira parte + 11 na segunda).

Vitórias em casa: 2.

Empates: 3.

Vitórias fora: 4.

Resultado mais desnivelado: Moreirense-Tondela (0-3).

Melhores marcadores: 15 jogadores com 1 golo.

A figura: Corona (FC Porto).

O Sporting ganhou por 2-1 na receção ao Estoril-Praia, com tentos de Gelson Martins e Bruno Fernandes, e ascendeu à liderança, apenas em igualdade com o FC Porto (1-0 em Braga, com um tento de Corona), face ao empate (1-1) entre Rio Ave e Benfica.

Num embate entre equipas que tinham triunfado nas primeiras três rondas, um autogolo de Lisandro López adiantou os locais, com Jonas a empatar de grande penalidade.

A ronda ficou ainda marcada por mais três triunfos fora, de Tondela (3-0 ao Moreirense), Feirense (2-0 ao Desportivo de Chaves) e Marítimo (2-1 ao Portimonense), que saltou para o quinto posto, a um ponto do pódio.

5.ª jornada (08, 09, 10 e 11 de setembro).

Golos marcados: 24 (6 na primeira parte + 18 na segunda).

Vitórias em casa: 6.

Empates: 1.

Vitórias fora: 2.

Resultado mais desnivelado: FC Porto-Desportivo de Chaves (3-0).

Melhor marcador: Miguel Cardoso (Tondela), 2.

A figura: Coates (Sporting).

O FC Porto bateu em casa o Desportivo de Chaves por 3-0, com tentos dos seus três pontas de lança (Aboubakar, Soares e Marega), e ultrapassou, pela diferença de golos, o Sporting, que penou para vencer por 3-2 no reduto do Feirense.

Os 'leões' estiveram a vencer por 2-0, com tentos de Coates e Bruno Fernandes, mas deixaram-se empatar (2-2), antes de ser salvos por um penálti de Bas Dost, aos 90+8 minutos, 'cavado' pelo uruguaio, que sofreu falta de Luís Rocha, entrado aos 90+4.

O Benfica, vencedor por 2-1 na receção ao Portimonense, graças a um golo 'invulgar' de André Almeida, manteve-se a dois pontos e o Marítimo subiu a quarto, a três, ao impor o primeiro desaire ao Rio Ave (1-0), com um tento de Ibson, aos 90+2 minutos.

6.ª jornada (15, 16, 17 e 18 de setembro).

Golos marcados: 24 (11 na primeira parte + 13 na segunda).

Vitórias em casa: 8.

Empates: 0.

Vitórias fora: 1.

Resultado mais desnivelado: Desportivo de Chaves-Moreirense (3-0).

Melhores marcadores: Rodrigo Pinho (Marítimo) e Nakajima (Portimonense), 2.

A figura: Bruno Varela (Benfica).

O FC Porto, que conseguiu o único triunfo fora (2-1 ao Rio Ave, com golos de Danilo e Marega), e o Sporting (2-0 ao Tondela, com tentos de Mathieu e Bruno Fernandes) destacaram-se na frente, face ao primeiro desaire do Benfica, perante o Boavista (2-1).

Os tetracampeões nacionais, que caíram para o quarto lugar, a cinco pontos da frente, adiantaram-se, por Jonas, mas, na segunda parte, Renato Santos empatou e Fábio Espinho deu o triunfo aos 'axadrezados', com a ajuda de um 'frango de Bruno Varela.

O Marítimo somou o quinto triunfo em seis jogos e subiu a terceiro, ao bater o Desportivo das Aves por 2-1, com um 'bis' de Rodrigo Pinho, contratado ao Sporting de Braga, que ganhou o dérbi do Minho (2-1 ao Vitória de Guimarães).

7.ª jornada (22, 23, 24 e 25 de setembro).

Golos marcados: 26 (14 na primeira parte + 12 na segunda).

Vitórias em casa: 3.

Empates: 3.

Vitórias fora: 3.

Resultado mais desnivelado: FC Porto-Portimonense (5-2) e Feirense-Belenenses (1-4).

Melhores marcadores: Brahimi (FC Porto) e André Sousa (Belenenses), 2.

A figura: Brahimi (FC Porto).

O FC Porto tornou-se o primeiro líder isolado, ao bater em casa o Portimonense por 5-2, com um 'bis' de Brahimi, e beneficiar dos primeiros pontos perdidos pelo Sporting, que se ficou por um empate a um golo em Moreira de Cónegos, com o Moreirense.

Os 'dragões' passaram a somar mais dois pontos do que os 'leões' e mantiveram-se cinco acima do Benfica, que ganhou em casa ao Paços de Ferreira por 2-0, com mais um de Jonas, e ultrapassou o Marítimo, derrotado por 2-1 em Guimarães.

Por seu lado, o Sporting de Braga ganhou por 2-1 em Tondela e subiu ao quinto lugar, numa ronda com mais dois triunfos fora, do Belenenses (4-1 ao Feirense, com um 'bis' de André Sousa) e do Desportivo de Chaves (2-0 ao Estoril-Praia).

8.ª jornada (29 e 30 de setembro e 01 de outubro).

Golos marcados: 24 (12 na primeira parte + 12 na segunda).

Vitórias em casa: 5.

Empates: 4.

Vitórias fora: 0.

Resultado mais desnivelado: Sporting de Braga-Estoril-Praia (6-0).

Melhor marcador: Ricardo Horta (Sporting de Braga), 2.

A figura: Rui Patrício (Sporting).

Uma grande exibição do guarda-redes do Sporting Rui Patrício acabou com o trajeto 100 por cento vitorioso do FC Porto, que, ainda assim, saiu líder invicto do Estádio José Alvalade, face ao empate a zero no primeiro grande 'clássico' do campeonato.

Os 'dragões' mantiveram-se dois pontos à frente do Sporting e cinco do Benfica, que não aproveitou para se aproximar, ao empatar 1-1 no reduto do Marítimo, em mais um jogo em que não soube segurar a vantagem conquistada por Jonas.

Face aos empates entre os quatro primeiros, numa ronda sem triunfos fora, aproximaram-se o Sporting de Braga, ao golear em casa o Estoril-Praia por 6-0, o Rio Ave (2-1 ao Vitória de Setúbal) e o Belenenses (1-0 ao Vitória de Guimarães).

9.ª jornada (20, 21, 22 e 23 de outubro).

Golos marcados: 34 (17 na primeira parte + 17 na segunda).

Vitórias em casa: 5.

Empates: 1.

Vitórias fora: 3.

Resultado mais desnivelado: FC Porto-Paços de Ferreira (6-1).

Melhor marcador: Bas Dost (Sporting), 3.

A figura: Bas Dost (Sporting).

O FC Porto voltou aos triunfos, e de forma folgada, ao golear em casa o Paços de Ferreira por 6-1, com Marega a 'bisar', mas tudo continuou na mesma entre os três da frente, pois Sporting e Benfica também conseguiram ganhar.

Os 'leões' golearam em casa o Desportivo de Chaves por 5-1, com um 'hat-trick' do 'regressado' Bas Dost e um 'bis' de Acuña, e o Benfica ganhou na Vila das Aves, depois de três jogos fora sem ganhar, por 3-1, 'empurrado' por dois penáltis de Jonas.

Numa ronda com 34 golos, o Sporting de Braga venceu por 1-0 no reduto do Moreirense, com um tento de Fábio Martins, aos 89 minutos, e ultrapassou o Marítimo, batido por 3-1 em Setúbal, depois de estar a ganhar, com dois tentos nos descontos.

10.ª jornada (27, 28, 29 e 30 de outubro).

Golos marcados: 23 (11 na primeira parte + 12 na segunda).

Vitórias em casa: 6.

Empates: 0.

Vitórias fora: 3.

Resultados mais desnivelados: Portimonense-Vitória de Setúbal (5-2), Boavista-FC Porto (0-3) e Belenenses-Moreirense (3-0).

Melhor marcador: Fabrício (Portimonense), 2.

A figura: Bas Dost (Sporting).

O FC Porto somou o nono triunfo, ao vencer na casa do vizinho Boavista por 3-0, com tentos de Aboubakar, Marega e Brahimi, enquanto o Sporting venceu em Vila do Conde por 1-0, graças a um golo de Bas Dost, em posição muito duvidosa, aos 85 minutos.

Um golo, o 12.º na prova, do inevitável Jonas foi também suficiente para o Benfica ganhar, na receção ao Feirense (1-0), enquanto o Sporting de Braga beneficiou de um autogolo de Bressan para superar em casa o Desportivo de Chaves pelo mesmo resultado.

Numa ronda sem empates, destaque ainda para o triunfo em reduto alheio do Vitória de Guimarães (3-1 ao Desportivo das Aves) e os sete golos registados em Portimão, onde a formação de Vítor Oliveira bateu o Vitória de Setúbal por 5-2.

11.ª jornada (03, 04 e 05 de novembro).

Golos marcados: 27 (8 na primeira parte + 19 na segunda).

Vitórias em casa: 3.

Empates: 2.

Vitórias fora: 4.

Resultados mais desnivelados: Desportivo de Chaves-Paços de Ferreira (4-2), Vitória de Guimarães-Benfica (1-3), Estoril-Praia-Rio Ave (0-2) e FC Porto-Belenenses (2-0).

Melhores marcadores: Murilo (Tondela) e Platiny (Desportivo de Chaves), 2.

A figura: Danilo (Sporting de Braga).

O FC Porto, que venceu em casa o Belenenses por 2-0, com golos de Herrera e Aboubakar, aumentou para quatro pontos a vantagem sobre o Sporting, que precisou de um penálti aos 90+5 minutos para salvar a invencibilidade na receção ao Sporting de Braga (2-2).

Os 'leões' adiantaram-se já na segunda parte, por Bas Dost, mas, nos cinco minutos finais, Danilo sofreu um penálti, que Dyego Sousa transformou, e fez o 1-2, para, com o jogo a terminar, Bruno Fernandes empatar, após falta de Ricardo Horta.

O Benfica colocou-se a apenas um ponto dos 'leões', ao vencer em Guimarães por 3-1, com tentos de Jonas, Samaris e Salvio, e o Marítimo alcançou os 'arsenalistas' no quarto posto, ao vencer por 1-0 na Feira, com um golo de Ricardo Valente.

12.ª jornada (24, 25, 26 e 27 de novembro).

Golos marcados: 20 (12 na primeira parte + 8 na segunda).

Vitórias em casa: 4.

Empates: 2.

Vitórias fora: 3.

Resultado mais desnivelado: Benfica-Vitória de Setúbal (6-0).

Melhores marcadores: Nakajima (Portimonense), Jonas (Benfica) e Paulinho (Sporting de Braga), 2.

A figura: Jonas (Benfica).

O FC Porto somou a segunda igualdade na prova, depois do 'nulo' em Alvalade, ao empatar 1-1 na Vila dos Aves, onde se adiantou bem cedo, por Ricardo, e viu Vítor Gomes estabelecer a igualdade, já depois da expulsão de Corona.

O Sporting recolocou-se a dois pontos, ao vencer em Paços de Ferreira por 2-1, e o Benfica ficou a três, depois de golear em casa o Vitória de Setúbal por 6-0, com mais dois tentos de Jonas, que marcou pela 10.ª ronda seguida e passou os 100 pelas 'águias'.

Na luta pelo quarto lugar, o Sporting de Braga (3-1 ao Feirense) deixou para trás o Marítimo (0-0 do Estoril-Praia) e ficou oito pontos à maior sobre o sexto, o Rio Ave, derrotado em casa (1-0) e alcançado pelo Vitória de Guimarães.

13.ª jornada (01, 02, 03 e 04 de dezembro).

Golos marcados: 14 (5 na primeira parte + 9 na segunda).

Vitórias em casa: 2.

Empates: 4.

Vitórias fora: 3.

Resultado mais desnivelado: Sporting de Braga-Paços de Ferreira (3-0).

Melhor marcador: Raphinha (Vitória de Guimarães), 2.

A figura: Bruno Varela (Benfica).

O líder FC Porto foi melhor no segundo clássico da época, pelo que fez na segunda parte, mas voltou a não marcar e a ficar-se por um 'nulo', na receção ao Benfica, que teve no guarda-redes Bruno Varela a sua principal figura.

Os 'dragões' foram alcançados pelo Sporting, que venceu em casa o Belenenses por 1-0, graças a um penálti madrugador de Bas Dost, e mantiveram-se com mais três pontos do que o Benfica e cinco face ao Sporting de Braga (3-0 ao Paços de Ferreira).

Numa ronda com apenas 14 golos, realce para os triunfos em casa alheia de Rio Ave (3-1 em Tondela), Vitória de Guimarães (2-1 em Setúbal, com 'bis' de Raphinha) e Desportivo das Aves (1-0 em Santa Maria da Feira).

14.ª jornada (08, 09, 10 e 11 de dezembro)

Golos marcados: 22 (8 na primeira parte + 14 na segunda).

Vitórias em casa: 4.

Empates: 1.

Vitórias fora: 4.

Resultado mais desnivelado: Vitória de Setúbal-FC Porto (0-5).

Melhor marcador: Aboubakar (FC Porto), 3.

A figura: Aboubakar (FC Porto).

O líder FC Porto regressou aos triunfos, depois de dois empates, ao golear fora o Vitória de Setúbal por 5-0, com um 'hat-trick' de Aboubakar e um 'bis' de Marega, enquanto o Sporting venceu fora o Boavista por 3-1, com dois tentos de Bas Dost.

O Benfica manteve-se a três pontos dos dois primeiros, ao vencer por 3-1 na receção ao Estoril-Praia, com tentos de Salvio, Jonas e Krovinovic, e aumentou para cinco o avanço sobre o Sporting de Braga, que perdeu por 1-0 no reduto do Marítimo.

Destaque ainda para o triunfo do Tondela na Vila das Aves (1-0), selado por Heliardo, e do Desportivo de Chaves em Portimão (1-0), graças a um penálti de Pedro Tiba, aos 90+4 minutos.

15.ª jornada (15, 16, 17 e 18 de dezembro).

Golos marcados: 30 (15 na primeira parte + 15 na segunda).

Vitórias em casa: 6.

Empates: 1.

Vitórias fora: 2.

Resultados mais desnivelados: Tondela-Benfica (1-5) e Sporting de Braga-Belenenses (4-0).

Melhores marcadores: Paulo Machado (Desportivo das Aves), Pizzi e Jonas (Benfica) e Marega (FC Porto), 2.

A figura: Pizzi (Benfica).

FC Porto (3-1 ao Marítimo, com 'bis' de Marega) e Sporting (2-0 ao Portimonense, com golos de Bruno Fernandes e Bas Dost) mantiveram-se 'colados' na liderança, com os 'dragões' a continuarem a prevalecer por 10 golos (39-6 contra 32-9).

Terceiro, a três pontos, o Benfica conseguiu a mais folgada vitória fora (5-1), em Tondela, com 'bis' do 'regressado' Pizzi e de Jonas, que passou a somar 18 tentos, enquanto o Sporting de Braga goleou (4-0) o Belenenses e consolidou o quarto posto.

A última ronda de 2017, que registou 30 golos, ficou ainda marcada pelo triunfo (2-1) do Boavista em Paços de Ferreira, com reviravolta, e pela vitória por 3-2 do Estoril-Praia, que não vencia há 11 jogos (nove derrotas), sobre o Desportivo das Aves.

16.ª jornada (23 de dezembro e 03 e 04 de janeiro de 2018).

Golos marcados: 26 (8 na primeira parte + 18 na segunda).

Vitórias em casa: 1.

Empates: 3.

Vitórias fora: 5.

Resultados mais desnivelados: Rio Ave-Paços de Ferreira (4-2) e Boavista-Sporting de Braga (1-3).

Melhores marcadores: João Novais (Rio Ave) e Gonçalo Paciência (Vitória de Setúbal), 2.

A figura: Jonas (Benfica).

O FC Porto voltou a isolar-se na liderança, dois pontos à frente do Sporting e cinco do Benfica, ao vencer no reduto do Feirense por 2-1, com golos de Aboubakar e Felipe, e beneficiar do empate (1-1) entre 'leões' e 'águias', na Luz.

Gelson Martins adiantou os forasteiros, aos 19 minutos, e, depois de muito insistirem, os anfitriões restabeleceram a igualdade aos 90, num penálti de Jonas, que apontou o seu 19.º tento na prova e o primeiro ao Sporting.

Numa ronda só com um triunfo caseiro, o Sporting de Braga colocou-se a três pontos do Benfica, ao vencer no Bessa por 3-1, e o Desportivo de Chaves acabou com uma série de 23 jogos sem perder em casa do Marítimo, ao ganhar no Funchal por 2-1.

17.ª jornada (06, 07, 08 e 09 de janeiro).

Golos marcados: 26 (10 na primeira parte + 16 na segunda).

Vitórias em casa: 3.

Empates: 4.

Vitórias fora: 2.

Resultado mais desnivelado: Sporting-Marítimo (5-0).

Melhor marcador: Bas Dost (Sporting), 3.

A figura: Marega (FC Porto).

O FC Porto chegou ao intervalo a perder por 1-0, mas deu a volta na segunda parte e venceu o Vitória de Guimarães por 4-2, com tentos de Aboubakar, Brahimi e Marega, que 'bisou', garantindo o primeiro 'título' de inverno desde 2010/11.

Os 'dragões' fecharam a primeira volta com mais dois pontos do que o Sporting, que goleou em casa o Marítimo por 5-0, com Bas Dost a lograr um 'hat-trick', e cinco face ao Benfica, vencedor por 2-0 em Moreira de Cónegos, com mais um, o 20.º, de Jonas.

O Sporting de Braga acabou logo atrás, a três pontos do Benfica e já com mais 10 do que o quinto, ao bater em casa o Rio Ave por 2-1, numa ronda em que, além dos 'encarnados', só o Feirense venceu fora, no Estoril, graças a dois autogolos (2-0).

ver mais vídeos