Desporto

I Liga (1.ª volta): Recorde absoluto no século XXI, com 406 golos

I Liga (1.ª volta): Recorde absoluto no século XXI, com 406 golos

A primeira volta da I Liga portuguesa de futebol fechou com 406 golos, à média de 2,65 por encontro, um novo máximo absoluto no século XXI, superando por um o registo de 2015/16.

Depois dos 'pobres' 357 tentos da época passada (média de 2,33), o principal campeonato luso recuperou a 'veia goleadora', para superar os 405 de há dois anos, que era recorde, em termos totais, desde 2000/2001.

No que respeita à média, trata-se do segundo melhor registo em 18 temporadas, apenas inferior aos 2,76 da temporada 2012/2013, com 331 golos em 120 jogos.

Os estrangeiros foram os grandes responsáveis pela recuperação, já que contam mais 43 (256 contra 213) do que na época transata, enquanto os portugueses só 'cresceram' seis, passando de 144 para 150.

O FC Porto, que não marcava tanto à 17.ª jornada desde 1995/96, foi o clube que mais contribuiu, ao apontar 45 golos, contra 40 do Benfica e 38 do Sporting.

O Sporting de Braga foi o quarto melhor, com 34 golos, e o recém-promovido Portimonense um surpreendente quinto, com 23, contra 22 do Rio Ave e 21 do Vitória de Guimarães, as outras equipas acima das duas dezenas.

Em termos individuais, destaque 'imenso' para o brasileiro Jonas, que só 'perdeu' para sete equipas, ao totalizar 20 golos, o melhor registo, à 17.ª ronda, desde os 25 do brasileiro Mario Jardel há 18 anos, na temporada 1999/2000.

O avançado do Benfica apontou mais quatro tentos do que o holandês Bas Dost, do Sporting, e seis em relação ao camaronês Aboubakar e ao maliano Marega, ambos do FC Porto. Segue-se, com 10, o brasileiro Rafinha (Vitória de Guimarães).

Entre os portugueses, os melhores, com sete tentos, foram o médio 'leonino' Bruno Fernandes e o avançado João Novais, jogador do Rio Ave.

A primeira volta registou cinco 'hat-tricks', dois de Aboubakar e Bas Dost e um de Jonas, e 34 'bis', quatro dos quais da autoria de Marega.

Com 'redondos' 150 golos, os portugueses lideram o 'pelotão' das nacionalidades, seguidos pelos 117 dos brasileiros e, de muito longe, pelos 16 da Holanda, todos responsabilidade do melhor marcador da I Liga 2016/17.

Destaque ainda para ao facto de o campeonato luso ter tido golos de todos os continentes, 178 da Europa, 143 da América, 65 de África, sete da Ásia e dois da Oceânia.

ver mais vídeos