Desporto

SÍNTESE: Dérbi lisboeta termina empatado e FC Porto lidera isolado

SÍNTESE: Dérbi lisboeta termina empatado e FC Porto lidera isolado

O dérbi de Lisboa terminou hoje com nulo no marcador entre Benfica e Sporting, na 16.ª jornada da I Liga de futebol, e ambos os rivais deixaram o FC Porto, que ganhou, isolar-se na liderança.

O 301.º dérbi teve em Gelson Martins, aos 19 minutos, e no brasileiro Jonas, de penálti aos 90 minutos, os marcadores dos golos, num resultado que deixa os 'leões' a dois pontos do líder, que hoje venceu em casa do Feirense (2-1).

Já o Benfica, terceiro classificado, também se atrasou em relação aos portistas, que têm agora cinco pontos de vantagem sobre as 'águias'.

No terceiro encontro entre os denominados 'três grandes' no campeonato em 2017/18, registou-se novo empate, apesar da insistência do Benfica, que fez mais remates, e dos contra-ataques do Sporting.

Os tetracampeões nacionais seguraram ainda, com um golo em cima do final do encontro, o registo de jogos a marcar no Estádio da Luz para a Liga, que dura desde 25 de outubro de 2015, quando os 'leões' venceram no recinto 'encarnado', por 3-0, na oitava jornada do campeonato de 2015/16.

Antes, o FC Porto sofreu em Santa Maria da Feira, mas não escorregou em casa do Feirense, vencendo por 2-1, com golos do camaronês Aboubakar (22) e do brasileiro Felipe (76), este depois de Luís Rocha ter empatado aos 26.

Nem a expulsão do central dos 'dragões', aos 84, mudou o rumo do jogo, e deixou o FC Porto com 42 pontos.

Os 'azuis e brancos' acabaram por ser os principais beneficiados do dérbi, ganhando pontos aos principais rivais pela conquista do título.

Já o Feirense continua o mau momento no campeonato, com apenas uma vitória nos últimos sete jogos, e é 13.º, com 14 pontos em 16 jornadas.

O Sporting de Braga aproximou-se hoje do pódio da I Liga e consolidou o quarto posto, ao vencer no terreno do Boavista por 3-1, e regressou às vitórias.

No Estádio do Bessa, golos de Danilo (14), Paulinho (79) e André Horta (88) anularam o tento de Kuca (50) para os portuenses, num jogo com 11 cartões amarelos e duas expulsões, de Raul Silva (59), do Braga, e de Róbson (78), para os 'axadrezados'.

Com este resultado, os minhotos chegaram aos 34 pontos, menos três do que o Benfica, e afastaram-se do Marítimo, que está a sete pontos depois de perder em casa com o Desportivo das Chaves (3-1).

Já o Boavista caiu para nono, com a turma flaviense a ultrapassar a formação de Jorge Simão e chegar aos 22 pontos.

Platiny (24) e Davidson (50) fizeram os golos da equipa transmontana na Madeira, quebrando a invencibilidade caseira na I Liga do Marítimo, que durava há 24 jogos.

No Funchal, o tento de Filipe Oliveira, aos 83 minutos, ainda deu esperança aos insulares, mas sofreram mesmo o primeiro desaire caseiro desde 11 de setembro de 2016, contra o Rio Ave (1-0), na quarta ronda de 2016/17.

O resultado permitiu ao Rio Ave alcançar o Marítimo no quinto posto, com 27 pontos, a sete do Sporting de Braga, enquanto o Chaves somou o quinto jogo sem perder e subiu a oitavo.

O Rio Ave bateu o Paços de Ferreira por 4-2 e subiu ao quinto lugar da I Liga, em igualdade com o Marítimo, e teve em João Novais, que marcou aos 43 e 59 minutos, a grande figura.

Pelo meio, Guedes também marcou (49), mas os vila-condenses sofreram até final graças à expulsão de Yuri Ribeiro, aos 70, que permitiu a Bruno Moreira bisar (70 e 79).

Em cima do final do encontro, Ruben Ribeiro fez o 4-2 e consumou o quarto jogo sem perder para a turma de Miguel Cardoso, que tem agora 27 pontos, enquanto o Paços somou o sexto jogo sem ganhar e caiu para o 16.º lugar, dois pontos acima da zona de descida.

Em duelo de 'aflitos', o Moreirense venceu no reduto do Desportivo das Aves por 2-1 e somou a segunda vitória consecutiva, subindo ao 14.º lugar, com 14 pontos, mais um do que os avenses, que caíram para 15.º.

ver mais vídeos