Desporto

'Trail running' Trilho dos Abutres espera 2.000 atletas em Miranda do Corvo

'Trail running' Trilho dos Abutres espera 2.000 atletas em Miranda do Corvo

A oitava edição da prova de 'trail running' Trilho dos Abutres 2018, que vai decorrer em Miranda do Corvo, de 26 a 28 de janeiro, espera receber 2.000 atletas, anunciou hoje a organização.

O evento conta com as distâncias de Ultra Trilhos (50km), Trilhos (30km), Mini Trilhos (20km e 12km) e Caminhada, além de uma prova para os mais pequenos (Trilhos Júnior) e a Expotrail, "a maior feira no setor em Portugal", segundo a Associação Abutrica, que é a entidade organizadora.

Em comunicado, a organizadora da prova adianta que as pré-inscrições tem início no domingo, via Internet, e prolongam-se até 29 de outubro, sendo depois as vagas sorteadas.

"De edição para edição começou-se a somar recordes de fecho de inscrições em pouco minutos. Daí surgiram as dificuldades de gestão de todo o processo, onde os servidores não conseguiam dar resposta ao número de acessos e alguns atletas que eram totalistas não conseguiam uma vaga, pelo que deixou de ser viável o método de inscrição por ordem de inscrição e tivemos mais uma vez de impor novas regras, introduzindo o sorteio", lê-se na nota.

A preocupação com o ambiente é um tema constante nos Trilhos dos Abutres, com a organização a introduzir medidas para reduzir o impacto ambiental, que passam pela limitação do número de inscritos, abolição do copo descartável, construção de trilhos homologados e sinalização reutilizável.

Nesta edição, a organização submeteu uma candidatura de Sustentabilidade Ambiental (ISO 20121), "que será o primeiro modelo em todos os eventos desportivos em Portugal, num investimento de 31 mil euros".

Entre as medidas, segundo o comunicado, a mais relevante será a redução do papel em cerca de 300 quilogramas.

Segundo a Associação Abutrica, as emissões em direto vão ter nesta edição conteúdos mais organizados, com programas de antevisão, comentadores e reportagens nos três dias de evento.

Os abastecimentos vão também "ser reestruturados e mais controlados de forma a que existam áreas isoladas para os atletas e pessoas responsáveis pelo apoio do seu atleta", salientou a organização.

Conteúdo Patrocinado