Economia

Xi e Putin querem aumentar cooperação entre a China e a Rússia

Xi e Putin querem aumentar cooperação entre a China e a Rússia

Os Presidentes da China e da Rússia, Xi Jinping e Vladimir Putin, respetivamente, manifestaram hoje disponibilidade para aumentar a coordenação em assuntos estratégicos de política externa e a cooperação económica, numa troca de mensagens pelo Ano Novo.

Na sua mensagem, Xi transmitiu a Putin estar pronto para fomentar a coordenação estratégica com a Rússia, assinalando que as duas potências cooperaram estreitamente em 2017 na defesa mútua dos seus interesses comuns no panorama internacional, de acordo com a agência de notícias oficial chinesa Xinhua.

Esta cooperação entre Pequim e Moscovo, especialmente em pontos de conflito, contribuiu para manter a paz e a estabilidade mundiais, sublinhou o líder chinês.

Putin, por seu lado, afirmou que os dois países têm tido uma coordenação bastante efetiva no panorama internacional, a qual tem constituído um importante contributo para se lidar com importantes questões globais, prometendo, na mensagem de Ano Novo que endereçou a Xi, que a Rússia se vai juntar à China nos incansáveis esforços para aprofundar a sua abrangente e estratégica parceria de coordenação em benefício dos povos dos dois países.

Neste âmbito, o Presidente russo destacou também que as relações entre a China e a Rússia alcançaram novos progressos, visíveis nomeadamente no forte aumento do comércio bilateral e no intercâmbio em áreas como tecnologia ou cultura, ainda segundo a Xinhua.

A Rússia é uma das principais fontes chinesas de gás natural, um combustível em que o governo de Pequim tem baseado a sua estratégia de modo a reduzir o peso do carvão na sua matriz energética e reduzir a elevada poluição que sofrem as suas cidades.