Desporto

LE: Treinador do Viktoria Plzen confia em "milagre" para eliminar o Sporting

LE: Treinador do Viktoria Plzen confia em "milagre" para eliminar o Sporting

O treinador do Viktoria Plzen, Pavel Vrba, manifestou-se hoje convicto de que a sua equipa pode operar um "milagre" e eliminar o Sporting nos oitavos de final da Liga Europa de futebol.

"O que temos de fazer? Marcar três golos e ganhar por 3-0. O jogo em Lisboa não foi assim tão mau. Se jogarmos como nos últimos 15 minutos lá, podemos ganhar", confia o técnico, na antevisão ao desafio de quinta-feira na Doosan Arena, em Plzen.

Na primeira mão, o Sporting, desfalcado, impôs-se por 2-0, com um 'bis' de Montero, que assim ajudou a esquecer a principal ausência, o internacional holandês Bas Dost.

"Seria muito mau se não acreditasse que podíamos ganhar e seguir em frente. Vamos fazer tudo para bater o Sporting, vamos lutar, mas, sim, gostaríamos de fazer um milagre. Sabemos que vamos jogar contra uma equipa muito forte", disse o treinador de 54 anos.

Pavel Vrba elogiou a capacidade individual dos futebolistas adversários e recordou as várias baixas nos 'leões' no jogo de Alvalade, mas nem isso diminui a sua fé na reviravolta.

"Temos de ganhar por 3-0. Uma vantagem de 2-0 é grande e é difícil de reverter. Vai ser importante quem marcar o primeiro golo, depois veremos como corre o resto do jogo", reforçou.

Vrba admite que o regresso de Bas Dost é "uma preocupação", até porque o holandês regressou à competição na segunda-feira em Chaves, fazendo novo 'bis' que aumentou para 27 o número de golos esta época em 27 jogos oficiais.

"O Sporting tem rodado várias vezes a equipa, muito por causa das lesões. O Bas Dost é um avançado muito forte, um dos melhores jogadores da equipa. Não pôde jogar na primeira mão, mas aqui já vai poder alinhar. É, portanto, mais uma preocupação para nós, numa equipa com vários excelentes jogadores", completou.

Viktoria Plzen e Sporting defrontam-se na quinta-feira, às 18:00, horas de Lisboa, em jogo com arbitragem do alemão Tobias Stieler.