O Jogo ao Vivo

Nacional

Manuscritos no interior do manto de Nossa Senhora em Mafra são pedidos de "graças"

Manuscritos no interior do manto de Nossa Senhora em Mafra são pedidos de "graças"

Os manuscritos descobertos recentemente no interior do manto da imagem de Nossa Senhora da Soledade, em Mafra, "foram escritos por jovens raparigas" invocando a intercessão divina, segundo a Real e Venerável Irmandade do Santíssimo Sacramento de Mafra (RVISSM).

"Tratam-se de pedidos a N. S. da Soledade feitos por sete mulheres diferentes, sendo duas delas irmãs, que se presume fossem bordadoras da Sirgueiria Bello, Jorge & Santos, loja estabelecida no Rossio, em Lisboa", lê-se no comunicado da RVISSM enviado à agência Lusa.

Segundo o mesmo comunicado, este estabelecimento comercial "era fornecedor da Casa Real, e o enquadramento cronológico do manto remete para a última década do século XIX, período em que os reis de Portugal foram juízes honorários da RVISSM".

No passado dia 24 de janeiro, esta congregação anunciou a descoberta de sete manuscritos no interior do manto de seda, bordado a ouro, da imagem de Nossa Senhora da Soledade, da Basílica de Mafra, na sequência dos trabalhos de restauro.

O facto de terem sido descobertos sete manuscritos, tornou "o achado notável", referiu na ocasião a irmandade, segundo a qual "é habitual encontrar inscrições neste tipo de peças, mas sete documentos, e de mãos diferentes", tornava "o caso verdadeiramente notável".

Os documentos encontravam-se dobrados em quatro partes e cosidos aos bordados do manto, e aquando da sua descoberta já se suspeitava que fossem "pedidos de graças a Nossa Senhora ou algo do género".

Num dos manuscritos descoberto e agora decifrados, pode ler-se: "Minha querida Mãe Santíssima, pelo vosso grande amor, pelo vosso filho nosso pai, vos peço que me deis muita saúde e trabalho, que os meus inimigos nunca me possam fazer mal nem aos meus, que a minha mãe Santíssima me salve a minha alma e que o poder de Nossa Senhora nunca me faça cair na miséria, acuda-me nas minhas aflições pelo vosso santo coração".

Noutro manuscrito está escrito: "Minha Mãe Santíssima, nesta petição vos peço que deis saúde a minha mãe, ao Jorge e a minha avó. Que me deis sempre inteligência e que nos exames fique sempre bem. Para que me guarde de todos os perigos".

Os restantes documentos "têm pedidos da mesma natureza, e pela forma como são feitos, pode-se supor que foram escritos por jovens raparigas" daquele estabelecimento comercial.

Os documentos "serão devidamente acondicionados e guardados no arquivo da Irmandade e o manto voltará a ser exposto na Basílica de Mafra, no próximo dia 25 de fevereiro, por ocasião da procissão do Senhor Jesus dos Passos, assim como na Sexta-Feira Santa, dia 30 de março, na procissão do Enterro do Senhor", afirma a RVISSM.

A imagem de Nossa Senhora da Soledade é datada de 1773.