Nacional

Morreu João Pedro Martins, um dos jornalistas "históricos" das agências

Morreu João Pedro Martins, um dos jornalistas "históricos" das agências

João Pedro Martins, jornalista de agência na ANI, ANOP, NP e Lusa e durante anos chefe do Centro de Documentação da Lusa, morreu na terça-feira no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, disse um amigo e colega.

Nascido em 1950 em Lisboa, João Pedro Martins ingressou no mundo das agências noticiosas, em janeiro de 1974, na então ANI, tendo já na ANOP sido redator, coordenador e delegado em Évora e nos Açores. Mais tarde, foi coordenador e chefe do Centro de Documentação da Lusa, tendo saído da agência em finais de 2002.

João Pinheiro de Almeida, seu colega e amigo, referiu que João Pedro Martins era um dos profissionais de agência mais antigos e recordou-o como alguém sempre bem disposto, alegre e animado, que já na fase da doença dizia, com ironia: "Estou sempre bem, desde que não me doa".

"Morreu um bom homem bom", lamentou, acrescentando que João Pedro Martins, que vivia em Marinhais, juntava sempre que possível o seu núcleo de amigos mais próximos.

Por sua vontade, não haverá velório. A missa de corpo presente realiza-se na sexta-feira, pelas 14:30, no cemitério de Barcarena (Oeiras), seguida da cremação do corpo.