Economia

OE2018: Ministro da Educação "bastante satisfeito" com reforço de verbas

OE2018: Ministro da Educação "bastante satisfeito" com reforço de verbas

O ministro da Educação afirmou hoje estar "bastante satisfeito" com o Orçamento do Estado (OE) para 2018, destacando ser o terceiro ano consecutivo em que o seu ministério vê reforçada a dotação.

Tiago Brandão Rodrigues assinalou que o reforço de verbas permitirá "algumas medidas muito importantes para a área da educação", destacando a gratuitidade dos manuais escolares, estreada este ano com o primeiro ciclo, mas que em 2018 vai ser alargada a todos os alunos do segundo ciclo do ensino básico.

O ministro falava aos jornalistas depois de ter visitado as obras de remodelação da Escola Secundária de Fafe e da Escola EB 2,3 Carlos Teixeira, na mesma cidade, intervenções que totalizam oito milhões de euros de investimento.

Ainda a propósito do OE2018, o governante destacou o aumento de 150 salas para o ensino pré-escolar - num "esforço importante para universalização" daquele grau de ensino -, a diminuição do número de alunos por turma nos segundo e terceiro ciclos e o aumento da fiscalização das cantinas.

Tiago Brandão Rodrigues destacou, por outro lado, o pacote de 150 obras de remodelação de escolas em curso, "por todo o país", como as que visitou hoje em Fafe, no distrito de Braga.

O ministro explicou que se trata, no plano nacional, de um investimento global de cerca de 200 milhões de euros, comparticipado em 85% por fundos comunitários, que "o Governo retirou do papel". O resto, em partes iguais, é financiado pelas câmaras municipais e pelo Ministério da Educação.

Tiago Brandão Rodrigues estava acompanhado do presidente da Câmara, Raul Cunha, e elogiou o caso concreto de Fafe, onde as obras nos dois estabelecimentos escolares apontavam inicialmente para um investimento global de seis milhões de euros, havendo depois um aumento da disponibilidade financeira para os oito milhões, devido ao esforço da autarquia.