O Jogo ao Vivo

Economia

Órgãos de comunicação social públicos da Guiné-Bissau iniciaram greve

Órgãos de comunicação social públicos da Guiné-Bissau iniciaram greve

Os órgãos de comunicação social públicos da Guiné-Bissau iniciaram hoje uma greve para reivindicar o cumprimento do acordo a que chegaram com o Governo a 18 de setembro.

"A greve começou às 00:00 de hoje e termina segunda-feira para reivindicar o cumprimento rubricado sensivelmente há um mês com o Governo", disse Francisco Indeque, presidente do sindicato que representa os jornalistas e técnicos de comunicação social da Radiodifusão nacional (RDN), televisão da Guiné-Bissau (TGB), jornal Nô Pintcha e Agência Noticiosa da Guiné (ANG).

Segundo Francisco Indeque, o Governo prometeu há um mês afetar uma viatura de transporte de pessoas para a Rádio Nacional e outra para a televisão nacional e 10 computadores para a Agência de Notícias da Guiné e jornal Nô Pintcha.

"A data limite para entrada desse material terminou terça-feira e iniciamos hoje a greve porque o Governo não cumpriu nenhum dos pontos", afirmou.

Francisco Indeque disse que a greve vai continuar até o Governo cumprir com o acordado.

"Se o Governo cumprir amanhã levantamos a greve, se não continuamos até segunda-feira", acrescentou.

Os referidos órgãos de comunicação social estão a garantir os serviços mínimos.