O Jogo ao Vivo

Economia

Presidente da Câmara de Miranda do Douro é novo líder da CIM Terras de Trás-os-Montes

Presidente da Câmara de Miranda do Douro é novo líder da CIM Terras de Trás-os-Montes

A Comunidade Intermunicipal Terras de Trás-os-Montes (CIM-TTM) tem nova direção para o quadriénio 2017/2021, liderada pelo socialista e presidente da Câmara de Miranda do Douro, Artur Nunes, informou hoje fonte oficial.

"A nova direção foi eleita na primeira reunião do novo Conselho Intermunicipal", precisou a fonte.

Em declarações à agência Lusa, o novo presidente da CIM-TTM, disse que os próximos quatro anos terão de ser de união entre os municípios que integram o concelho intermunicipal, para haver mais poder reivindicativo junto do Governo ou outros organismos da administração pública.

"Os desafios passam pela captação de investimento público e privado para a área de influência da CIM-TTM. O desenho do novo quadro comunitário é outra das matérias a que temos de estar atentos", frisou, Artur Nunes.

A CIM-TTM é composta por nove municípios do distrito de Bragança, sendo que sete são do PS e dois do PSD.

"Vamos querer a colaboração de todos os municípios que integraram a CIM Terras de Trás-os-Montes para a criação de um projeto comum, independentemente da cor partidária", enfatizou o também autarca de Miranda do Douro.

Artur Nunes foi eleito para assumir a liderança deste órgão durante os próximos quatro anos e faz-se acompanhar pelas presidentes de Alfândega da Fé, Berta Nunes, e Mirandela, Júlia Rodrigues, eleitas vice-presidentes do Conselho Intermunicipal, ambas do PS.

O Conselho Intermunicipal da CIM-TTM é constituído pelos presidentes das câmaras municipais dos nove municípios que integram esta comunidade: Alfândega da Fé, Bragança, Macedo de Cavaleiros, Miranda do Douro, Mirandela, Mogadouro, Vila Flor, Vimioso e Vinhais.

De entre as suas competências destacam-se a definição e aprovação das opções políticas e estratégicas da Comunidade Intermunicipal, assim como a aprovação de programas e os projetos de investimento e desenvolvimento de interesse intermunicipal.

Quanto a escolha do secretario executivo da CIM-TTM, a questão ainda está em aberto e só deverá tornar-se pública após a próxima reunião do Conselho Intermunicipal, que ainda não tem data marcada.