O Jogo ao Vivo

Nacional

Presidente do parlamento expressa pesar pela morte de Margarida Areias Almeida Santos

Presidente do parlamento expressa pesar pela morte de Margarida Areias Almeida Santos

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, lamentou hoje a morte de Margarida Areias Almeida Santos, enaltecendo o seu contributo para a defesa de presos políticos em Moçambique.

Maria Margarida Moreno Areias de Almeida Santos, viúva do antigo presidente da Assembleia da República António Almeida Santos, morreu na segunda-feira.

"Margarida Areias bateu-se pela democracia em Moçambique, contribuindo para a defesa de presos políticos na então colónia portuguesa", sublinha Ferro Rodrigues, numa nota hoje divulgada.

E, regressada a Portugal, "esteve sempre do lado certo da história, lutando pelos valores da democracia e da liberdade até ao último dos seus dias", acrescenta.

O presidente da Assembleia da República endereça à família e "em especial" à deputada Maria Antónia de Almeida Santos, filha, o "mais sentido pesar" pela morte de Margarida Areias.

Margarida Areias Almeida Santos nasceu em Valpaços, Vila Real. Estudou na Faculdade de Direito e, no final do curso, fez mais um ano complementar de Ciências Jurídicas.

Exerceu advocacia em Lisboa e casou com o colega de curso António de Almeida Santos. Foi viver para Moçambique onde também exerceu a profissão, tal como o marido, e lá teve quatro filhas e um filho.