Economia

PSI20 cai 1% pressionado por descida do BCP

PSI20 cai 1% pressionado por descida do BCP

O principal índice da bolsa de Lisboa, PSI20, caiu hoje 1% para 5.606,88 pontos, pressionado pela descida de 3,69% do banco BCP.

Das 18 cotadas que integram o PSI20, 12 desceram, cinco subiram e uma ficou inalterada.

O BCP desceu 3,69% para 0,31 euros, mas a Pharol liderou as descidas e recuou 6,94% para 0,21 euros, após o Ministério Público do Rio de Janeiro ter apresentado recurso contra a decisão judicial que homologou o plano de recuperação judicial do grupo Oi, do qual a Pharol é acionista de referência.

Na quarta sessão consecutiva de perdas, o PSI20 registou ainda descidas acentuadas da Altri (-2,47% para 4,74 euros), da Corticeira Amorim (-2,13% para 10,12 euros), da Sonae Capital (-2,09% para 1,03 euros), da Navigator (-1,81% para 4,44 euros) e da NOS (-1,37% para 5,41 euros).

Com desvalorizações inferiores a 1% ficaram a Sonae SGPS (1,28 euros), os CTT (3,43 euros), a Semapa (18,32 euros), a REN (2,50 euros) e a Jerónimo Martins (17,12 euros).

Em sentido contrário, a Mota-Engil liderou as subidas e ganhou 1,63% para 4,06 euros e a Galp somou 1,17% para 15,55 euros.

Com ganhos abaixo de 1% ficaram a Novabase (3,07 euros), a EDP Renováveis (7,08 euros) e a EDP (2,83 euros). A Ibersol ficou inalterada em 11,95 euros.

As bolsas europeias também encerraram em queda, com os investidores cautelosos após a reunião de política monetária do banco central norte-americano, que espera uma subida da inflação em 2018. Frankfurt caiu 1,41%, Londres desceu 0,57%, Paris e Madrid cederam 0,50%.