Média

Diana Chaves e Marco Horácio: "Duas crianças grandes"

Diana Chaves e Marco Horácio: "Duas crianças grandes"

Marco Horácio  e Diana Chaves, dupla de apresentadores de "Salve-se quem puder", sucesso da SIC, respondem às mesmas questões.

1. Passou-lhe pela cabeça que o "Salve-se quem puder" tivesse tamanho êxito?

2. Qual foi a primeira reacção que teve quando soube do parceiro (a) que iria ter?

3. A forma como se relacionam, em despique, foi programada pela produção, ou surgiu naturalmente?

4. Já percebeu que o concurso é muito visto por crianças. O que acha disso?

5. As brincadeiras e palhaçadas que ali se fazem têm isso em conta?

6. Julga que se o concurso fosse para o ar noutra altura o sucesso seria semelhante?

7. Qual foi para si o momento mais hilariante desta produção?

8. Vai ser difícil despedir-se de Marco Horácio?

9. Parece-lhe que ele tem condições para continuar a fazer carreira na apresentação?

10. Deseja apostar nesta área?

11. E a carreira de actor/actriz, como fica?

12- Quais são os seus projectos profissionais a curto prazo?

13- Gostava que o concurso tivesse uma segunda edição?

1. Nao me passou tal pela cabeça, mas fiquei muito contente, é sinal que o público gostou.

2. Adorei. Antes de o programa arrancar estive com o Marco e tive a certeza que nos íamos dar muito bem, o que veio a comprovar-se. É um excelente profissional, um excelente colega, e espero voltar a encontrá-lo num futuro próximo.

3. Percebemos os dois que deveria resultar e penso que resultou. Uns programas depois já saía naturalmente e percebemos que era possível brincar com o outro.

4. Adorei! São o público mais sincero e genuíno que existe, e tiveram o poder de reunir toda a família.

5. Sem dúvida, mas há coisa mais atractiva para uma criança, do que duas crianças grandes a apresentar e adultos a bater contra paredes e a caírem numa piscina.

6. De certeza que a SIC teve isso em consideração...

7. Quando participei contra o Marco e tive percepção de que as paredes eram mais difíceis do que parecem.

8. Como já disse anteriormente tenho esperança de voltar a encontrar o Marco num futuro próximo, acho que as pessoas gostaram tanto da dupla como nós.

9. Estou em condições de abraçar qualquer desafio muito para além da apresentação. Tenho a vontade a coragem e o profissionalismo para isso.

10. Adorava conseguir conciliar as duas áreas, adoro as duas e tenho muito a aprender e e a fazer nas duas.

11. Muita coisa ainda para fazer em televisão, gostava de voltar a fazer muito teatro e adorava experimentar o cinema. Tenho muito para fazer ainda.

12. Aguardo os próximos desafios que a SIC me lançar. Mas gostava muito de ter umas mini férias

13. Gostava.

1. Claro que não. A minha primeira preocupação era fazer o melhor que sei e surpreender. Hoje em dia é um fenómeno, graças à equipa que trabalha incansavelmente.

2. Fiquei extremamente satisfeito, já tinha uma excelente ideia dela, e hoje posso dizer que sou fã: é de uma humildade, profissionalismo e dedicação a toda a prova.

3. Foi uma ideia de ambos. Achámos que seria bom haver um herói e um anti-herói, e era mais um atractivo para o programa. Hoje em dia já é mais que natural.

4. Acho óptimo, são o público mais exigente e verdadeiro que se pode ter. Não há como enganá-los. Ou gostam ou detestam! E obrigam os pais a ver . O mais importante é que a família voltou a reunir-se em frente à televisão.

5. Claro que conta, mas acima de tudo a forma sincera genuína e louca como eu e a Diana apresentamos o programa cativa muito os mais novos e, claro, tombos na água e pessoas a levar com paredes ajuda sempre.

6. Eu, infelizmente, não sou a Maya para poder responder a essa pergunta.

7. Talvez o programa em que eu e a Diana fomos concorrentes. Diverti-me que nem um miúdo!

8. Muito, mas certamente será por breves momentos, será sempre uma pessoa especial para mim. Enquanto trabalhar na apresentação, dificilmente vou querer trabalhar com outra mulher.

9. Eu, como actor, estou em condições de abraçar qualquer desafio muito para além da apresentação.

10. Tudo na vida tem o seu momento, a sua razão de ser, o amanhã não sei o que me vai trazer, sinto me tranquilo, capaz de tudo, desde que acredite no projecto.

11.Essa vai para a cova comigo. Não sou apresentador nem fadista nem escritor... sou apenas um actor. E tenho orgulho em sê-lo.

12.Férias com o meu filho que amo acima de tudo.

13.Gostava. Mas só para o ano. É quando faz sentido, acho eu.

ver mais vídeos