Média

Jornal Semanário fecha portas

Jornal Semanário fecha portas

O projecto editorial que em tempos contou com a participação de Marcelo Rebelo de Sousa, Daniel Proença de Carvalho, José Miguel Júdice, Victor Cunha Rego, já não chega às bancas esta sexta-feira. Motivos de ordem económica tornaram insustentável a continuação do jornal Semanário, referiu fonte da empresa ao JN.

"Não havia apoio financeiro que pudesse sustentar mais a publicação e não restou, portanto, outra solução", disse a mesma fonte.

Os cerca de 15 trabalhadores foram informados na terça-feira da decisão da administração, presidida ainda por Rui Teixeira Santos.

A medida não apanhou, no entanto, completamente de surpresa os jornalistas. Há quatro semanas, tinham sido despejados das instalações na Avenida Almirante Reis, em Lisboa, e deslocados para a gráfica,situada no Cacém.

Na última sexta-feira, a revista Olá, um ícone da imprensa cor-de-rosa, também não acompanhou o jornal, como era habitual. O suplemento era conhecido por fazer um retrato das principais festas onde participavam as celebridades nacionais,sobretudo as mais endinheiradas.Também a circulação paga ia diminuindo a cada trimestre.

O Semanário foi criado há mais de 20 anos com a intenção de combater o semanário Expresso.