Autárquicas 2013

CDU desafia candidatos ao Porto a dizerem se ficam na Câmara se não ganharem

CDU desafia candidatos ao Porto a dizerem se ficam na Câmara se não ganharem

O candidato da CDU à Câmara do Porto, Pedro Carvalho, desafiou este sábado os restantes candidatos a dizerem se vão manter-se como vereadores se não vencerem as eleições, acrescentando que se não o fizerem "estão a enganar os portuenses".

"Aconteça o que acontecer, lá estaremos no dia a seguir às eleições, algo que os outros candidatos não poderão dizer", disse Pedro Carvalho.

O candidato da CDU que "era de fazer a pergunta aos candidatos: se não ganharem as eleições o que farão no dia seguinte? Vão permanecer como vereadores? Vão assumir também o papel honroso de serem vereadores a defender os interesses do povo e até poderem aceitar pelouros? O dr. Luís Filipe Menezes vai fazer isso? O dr. Rui Moreira vai fazer isso? O dr. Manuel Pizarro vai fazer isso se perder as eleições?".

Pedro Carvalho aproveitou para lembrar que, "nas passadas eleições, o povo votou num conjunto de caras que depois não estiveram nem na Assembleia Municipal nem na Câmara", considerando esta "uma forma de enganar os portuenses".

"A CDU só tem uma cara. As pessoas que mete à frente para assumir responsabilidades do ponto de vista municipal ou da freguesia são as pessoas que vão continuar a dar a cara e continuar a trabalhar no dia seguinte", frisou.

Pedro Carvalho falava aos jornalistas numa visita ao Bairro do Regado, em Paranhos, onde falou com os moradores sobre novo Regulamento de Gestão do Parque Habitacional do Porto, adjetivando-o como "iníquo" e "injusto", porque "limita o acesso das pessoas à habitação social".

De acordo com a candidatura da CDU ao Porto, a autarquia recebe por ano "cerca de mil pedidos de habitação social".

Pedro Carvalho considerou que o novo regulamento camarário vai "promover a transferência forçada das pessoas" e "muitos despejos".

"No último debate que tivemos, por nosso repto, todos os candidatos que são apoiados por partidos que estão no executivo municipal fizeram promessas de alteração a este regulamento. A verdade é que quatro dias depois apresentámos na reunião de Câmara uma proposta de suspensão e só a CDU votou a favor. Eles nem esperam mais de quatro dias para enganar os portuenses", disse Pedro Carvalho.

Os nomes de Correia Fernandes, eleito pelo PS para a Câmara do Porto em 2009 e que agora é o número dois de Pizarro, e de Guilhermina Rego, atual vereadora do executivo de Rui Rio e que está em terceiro lugar nas listas de Rui Moreira, também foram visados pela CDU: "Fazem parte de listas, mas ainda têm responsabilidades na Câmara e acabam por não cumprir aquilo que os seus candidatos dizem".

Além de Pedro Carvalho, concorrem à Câmara do Porto Luís Filipe Menezes (PSD/MPT/PPM), Manuel Pizarro (PS), Rui Moreira (independente apoiado pelo CDS-PP), Nuno Cardoso (independente), José Soeiro (BE), José Carlos Santos (PCTP/MRPP) e José Manuel Costa Pereira (PTP).

Imobusiness