Autárquicas 2012

António Costa dá "goleada" a Seara na corrida a Lisboa

António Costa dá "goleada" a Seara na corrida a Lisboa

Uma verdadeira "goleada" de António Costa. É o que revela a primeira sondagem sobre as eleições autárquicas em Lisboa. O socialista pode "revalidar contrato" com uma sólida maioria absoluta.

A performance do atual presidente da Câmara - que a confirmar-se constituirá, de longe, o mais volumoso resultado do PS sozinho em Lisboa - não pode deixar de ser avaliada em função do provável adversário principal, o social-democrata Fernando Seara.

A situação do autarca, candidato indigitado pela aliança PSD/CDS-PP, continua por clarificar. Se as eleições fossem hoje, não poderia sequer candidatar-se, já que o Tribunal Cível de Lisboa o declarou impedido, alegando que já atingiu na Câmara de Sintra o limite de mandatos legalmente previsto.

É isso que justifica a sua decisão de não reagir a esta sondagem, atitude que também os candidatos socialista e comunista tomaram. Enquanto não se afastarem nuvens do horizonte - Seara aguarda que o Tribunal da Relação se pronuncie sobre o caso - mantém o silêncio.

A indefinição terá influenciado a escolha dos inquiridos, empurrando a candidatura para o mais baixo score de sempre da Direita coligada, se não for considerado o resultado das eleições intercalares de 2007.

Sendo este o "ponto de partida", parece improvável que consiga recuperar em tempo útil. Embora não deva menosprezar-se a visibilidade pública de Fernando Seara - mais como o "careca do Benfica", comentador desportivo nos ecrãs de televisão, do que como edil de Sintra.

O que salta à vista, neste estudo, é a apreciação globalmente positiva do desempenho de António Costa à frente do município, que contribuirá para a sua popularidade. Os inquiridos destacam a intervenção no espaço público, tradicionalmente associada à esfera autárquica. Entre as menos "aplaudidas", figura a categoria "transportes, arruamentos, trânsito e estacionamento". O que pode estar associado à reformulação viária no Marquês de Pombal, que divide os lisboetas.

A hegemonia de Costa deixa pouco margem aos partidos à sua Esquerda para se afirmarem. Outrora, os comunistas detinham sólida implantação autárquica na capital. Sem eles, nem Jorge Sampaio nem João Soares teriam conquistado o poder autárquico. Hoje, porém, a influência do PCP é bem menor.

O jovem eurodeputado João Ferreira, a avaliar pelas intenções de voto manifestadas, terá ainda de suar para garantir a sua própria eleição como vereador.

A arriscada aposta do coordenador do Bloco de Esquerda em Lisboa pode redundar em clamorosa derrota. João Semedo - que substitui Luís Fazenda, destacado para concorrer à Câmara de Sintra - tem escassas hipóteses de vencer o braço de ferro entre os dois partidos mais à Esquerda.

FICHA TÉCNICA

Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem, S.A., nos dias 16, 17 e 19 de maio de 2013. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente no concelho de Lisboa, e habitando em lares com telefone da rede fixa. Foram efetuadas 948 tentativas de entrevistas e, destas, 137 (14,5%) não aceitaram colaborar no estudo de opinião. A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma aleatória resultou, em termos de sexo, (feminino - 51,5%; masculino - 48,5%), e no que concerne à faixa etária, (dos 18 aos 30 anos - 16,9%; dos 31 aos 59 - 49,9%; com 60 anos ou mais - 33,2%) num total de 811 entrevistas validadas. O erro máximo da amostra é de 3,44%, para um grau de probabilidade de 95%.

ver mais vídeos