Autárquicas 2012

Dúvidas não impedem maioria para Ribau

Dúvidas não impedem maioria para Ribau

Ribau Esteves (PSD-CDS) vai ser presidente em Aveiro se passar os obstáculos legais da limitação de mandatos. Terá maioria absoluta. Falta saber como será se Élio Maia (PSD-CDS) avançar como independente.

Ribau Esteves será o novo presidente da Câmara de Aveiro, segundo a sondagem realizada para o JN pela Eurosondagem. O atual presidente da Câmara de Ílhavo, candidato apoiado pela coligação PSD-CDS para a capital do distrito, soma a maioria absoluta das intenções de voto, podendo atingir 48%, mais 13 pontos do que o candidato do PS, Eduardo Feio (32,9%). Segundo o estudo, a coligação deverá ter cinco ou seis dos nove vereadores, ficando o PS com três ou quatro. A coligação PSD-CDS, liderada por Élio Maia, tem seis vereadores e o PS três.

Comparativamente com as autárquicas de 2009, a sondagem mostra uma quebra na coligação PSD-CDS de quase seis pontos (53,7% em 2009), não aproveitada pelo PS, que regista menos 0,2 pontos (33,1% em 2009). O BE consegue a maior subida, para 7,1%, mas apesar disso o Bloco, que candidata Nelson Peralta, não consegue nenhum vereador. Tal como a CDU, de Miguel Viegas, que sobe de 3,6%, em 2009, para 4,9%.

Dinheiro dificulta Élio

Este quadro projetado pela sondagem poderá ser alterado por duas indefinições. A primeira prende-se com a possibilidade do atual presidente, Élio Maia, se candidatar como independente, uma hipótese que o próprio já admitiu, e que é defendida por militantes do CDS e do PSD. Se Élio Maia avançar, o eleitorado da coligação de Direita poderá dispersar-se, beneficiando o PS, que só dessa forma terá hipóteses de recuperar a Câmara. É no entanto uma hipótese remota porque, sabe o JN, o mais provável é Élio Maia não avançar. Principalmente por questões financeiras. O grupo de apoio ao atual autarca já fez as contas e sabe que são precisos 100 mil euros para a campanha. Dinheiro que o possível candidato independente, apurou o JN, está convencido ser difícil angariar sem os aparelhos partidários.

O segundo ponto de interrogação reside na legalidade da candidatura de Ribau Esteves, que atingiu o limite de mandatos em Ílhavo. O Movimento "Revolução Branca" está a tentar que os tribunais o impeçam de avançar. O mais provável é que a decisão venha a ser tomada pelo Tribunal Constitucional poucos dias antes das eleições. E se Ribau for chumbado tudo vai depender da segunda escolha da coligação e da aceitação que esse nome terá entre o eleitorado.

FICHA TÉCNICA

Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem, S.A., para o JN, nos dias 28 e 29 de maio de 2013. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente no concelho de Aveiro, e habitando em lares com telefone da rede fixa. Foram efetuadas 584 tentativas de entrevistas e, destas, 79 (13,5%) não aceitaram colaborar no estudo de opinião. A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma aleatória resultou, em termos de sexo, (feminino - 50,9%; masculino - 49,1%), e no que concerne à faixa etária, (dos 18 aos 30 anos - 19,8%; dos 31 aos 59 - 50,9%; com 60 anos ou mais - 29,3%) num total de 505 entrevistas validadas. O erro máximo da amostra é de 4,34%, para um grau de probabilidade de 95%.

ver mais vídeos