Política

Os 17 municípios da Junta Metropolitana do Porto

Os 17 municípios da Junta Metropolitana do Porto

Está mais colorido o arco-íris metropolitano. Continua a predominar o laranja do PSD (oito câmaras), mas agora há mais rosa (seis câmaras socialistas), há o azul centrista (o CDS conquistou Vale de Cambra) e há dois riscos independentes, carregados, bem carregados, do Porto e de Matosinhos. E há ainda que contar com a CDU, que mesmo sem ganhar qualquer câmara pode reclamar uma vitória gorda: conquistou lugar nos executivos das principais autarquias da Área Metropolitana: Porto, Gaia, Matosinhos, Gondomar, Maia e Valongo.

Nos 17 municípios da região, há 10 caras novas na liderança. E se Aires Pereira (Póvoa de Varzim), Elisa Ferraz (Vila do Conde), Emídio Sousa (Santa Maria da Feira), e o histórico Joaquim Couto (Santo Tirso) mantêm as autarquias nas mãos dos mesmos partidos, Rui Moreira (Porto), Eduardo Vítor Rodrigues (Gaia), Marco Martins (Gondomar), Sérgio Humberto (Trofa), José Manuel Ribeiro (Valongo) e José Pinheiro (Vale de Cambra) significam mudanças.

Com tudo isto, a relação de forças na Junta Metropolitana do Porto adivinha-se tensa. A maioria é do PSD - oito municípios -, mas os restantes nove (seis socialistas, dois independentes e um do CDS) podem colocar sérios entraves às pretensões sociais-democratas. Até porque, se a maioria continua a ser do PSD, as principais câmaras estão noutras mãos, com especial destaque para Porto, Vila Nova de Gaia e Matosinhos.

Quem vai suceder a Rui Rio como presidente da Junta Metropolitana do Porto?

Permitirão os municípios com mais peso político que a região seja representado por um autarca do PSD, cuja voz será mais facilmente ignorada pelo Poder Central?

E permitirá o PSD, com a maioria das autarquias, que adversários (e, nesta matéria, o nome de Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, é incontornável) assumam o protagonismo?

Nesta disputa, o longínquo concelho de Vale de Cambra pode ganhar inusitado protagonismo e é bom não esquecer que Guilherme Pinto, socialista proscrito, também poderá não estar muito virado para alinhar com o PS.

Outros destaques

Dos resultados eleitorais de ontem, além dos socos que o PSD levou no Porto e em Gaia e o PS em Matosinhos, os destaques vão para a vitória de José Manuel Ribeiro (PS) em Valongo e de Sérgio Humberto (PSD) na Trofa. Em Paredes, bastou ao social-democrata Celso Ferreira ter mais 73 votos do que o oponente socialista para garantir maioria absoluta. Em Oliveira de Azeméis, Hermínio Loureiro também segurou a Câmara por 684 votos.

O sufrágio permitiu, ainda, o regresso de um velho conhecido das lides autárquicas. Sem surpresas, o socialista Joaquim Couto ganhou a Câmara Municipal de Santo Tirso com "uma clara maioria absoluta", alcançando 44,9% dos votos."Duplicamos a diferença que havia, ou seja, distanciamo-nos mais do PSD. É uma consolação sentir que a população absorveu as minhas propostas e projetos para o futuro", afirmou, ao JN, Joaquim Couto.

S. João da Madeira

O PSD perdeu a maioria absoluta na Câmara de S. João da Madeira (38,02%), mas mantém Ricardo Figueiredo na sua liderança, por apenas 287 votos (2,95%). O Executivo fica agora constituído por três elementos do PSD,três do PS e pelo independente Jorge Lima. Também na Assembleia Municipal o PSD perdeu a maioria absoluta. Já a única Junta de Freguesia passou para o PS, por 22 votos. Ricardo Figueiredo espera que os seus adversários coloquem "o interesse dos são-joanenses a cima de tudo" e o vejam "como um aliado". M.M.

Vila do Conde

O PS renovou a maioria absoluta. Elisa Ferraz sucede ao histórico Mário Almeida que põe assim fim a 39 anos na autarquia vila-condense. O PSD consegue, ainda assim, um resultado histórico e passa de três para quatro vereadores contra cinco do PS. Emocionada, Elisa Ferraz salienta a maioria alcançada, promete "estar perto das pessoas e atenta aos problemas sociais" e reafirma que encabeça um "projeto de continuidade" do "excelente trabalho" de Mário Almeida. O PSD sublinha a grande subida na votação. a.t.m.

Vale de Cambra

O PSD perdeu a Câmara para o seu maior opositor, o CDS, que venceu estas eleições com maioria absoluta (45,97%). À segunda, José Pinheiro passa de vereador da Oposição e sem pelouro a presidente da Câmara. Também o PS elege um vereador, ficando o PSD apenas com dois. O CDS não obtém a maioria absoluta na Assembleia Municipal, mas conquista quatro de sete freguesias. José Pinheiro congratula-se pela "equipa forte e pluripartidária" que formou e pela "campanha séria, virada para o concelho". milene marques

Maia

Bragança Fernandes conquistou nova maioria absoluta para a coligação PSD/CDS e Ricardo Bexiga conseguiu segurar os três vereadores para o PS. Mas a grande novidade para os próximos quatro anos na Maia é a presença da CDU no Executivo. Os 4413 votos obtidos por Ana Virgínia Pereira garantiram-lhe 7,3% da votação, conquistando um lugar para os comunistas. Um vereador conquistado ao PSD, que ainda assim mantém uma confortável margem que permite governar sem grandes sobressaltos. H.S.

Trofa

Sérgio Humberto, que encabeçava a candidatura da coligação PSD/CDS-PP na Trofa, conseguiu derrotar a socialista Joana Lima, que fechava o primeiro mandato à frente da Câmara. Os 48% da aliança Unidos pela Trofa elegeram quatro vereadores, enquanto o PS, que conseguiu 44% dos votos, elegeu três. "É uma enorme responsabilidade que temos de voltar a credibilizar a Trofa", referiu, ao JN, Sérgio Humberto. Outras prioridades do social-democrata de 37 anos são o apoio social, acessibilidades e educação. ana correia costa

Póvoa de varzim

Sem surpresas, Aires Pereira conquistou a maioria absoluta. O ex-vice-presidente da Câmara sucede a Macedo Vieira e mantém o resultado eleitoral alcançado pelo PSD em 2009. Ganha em todas as freguesias, inclusive a polémica Junta de Aver-o-Mar, cujo presidente passou do PS para o PSD. Aires Pereira promete "andar mais próximo das pessoas" e garante que será para si um "ponto de honra" cumprir as promessas deixadas na campanha eleitoral. O PS mantém três vereadoes e o CDS um.

* com A.T.M

ver mais vídeos