Autárquicas 2013

"Partidos com profundo receio" de que independentes vençam no Porto

"Partidos com profundo receio" de que independentes vençam no Porto

Rui Moreira afirmou, esta terça-feira à noite, que os partidos estão com "um profundo receio" de, pela primeira vez, perderem as eleições autárquicas para independentes "numa cidade tão importante como o Porto". De sua parte, pediu que ninguém deixe de ir votar no próximo domingo.

"Se vencermos, podemos fazer aqui a diferença. Se perdermos por um voto foi porque houve alguém que não foi votar", argumentou o candidato, em jeito de apelo, num jantar com professores.

O desafio de Rui Moreira passa agora por conseguir que os apoios que tem recebido se traduzam em votos e também por convencer os indecisos. Por isso, voltou a insistir na ideia de que "não há meias vitórias".

Dizendo entender o apelo ao voto útil por parte dos partidos, considerou que, "têm um profundo receio de que, pela primeira vez numa cidade tão importante como o Porto, haja o que tanto temem". Isto é, "a cidania" vencer a Câmara e "dizer agora é a nossa vez".

No jantar, Rui Moreira defendeu ainda que "o Porto deve continuar a ser na Área Metropolitana o grande motor" e que é preciso também "desafiar o Estado central a promover uma descentralização", alargando as competências no âmbito de uma futura "autarquia supramunicipal".

No que toca ao município e à Educação, o candidato propõe que se negocie com a administração central o alargamento de competências ao nível do segundo e terceiro ciclos.

Imobusiness