Autárquicas 2013

PS e PSD em luta taco a taco com a meta à vista em Vila Real

PS e PSD em luta taco a taco com a meta à vista em Vila Real

PS e PSD não descolam, na corrida à Câmara de Vila Real. Sete décimas separam os dois partidos. A lista rosa, de Rui Santos, leva vantagem, mas a situação é de empate técnico. Está tudo em aberto.

Já com a meta do dia 29 à vista, os candidatos socialista e social-democrata mantêm-se em luta cerrada por Vila Real. Como o estudo da Eurosondagem para o JN revela uma margem de erro de 4,32%, ocorre um empate - que, de resto, já se verificou nas sondagens de junho e julho. Na primeira delas, António Carvalho (PSD) surgia à frente de Rui Santos com mais 1,8 pontos percentuais nas intenções de voto (44,2% contra 42,4%), mas na segunda foi ultrapassado pelo adversário (42,1% contra 41%).

Se compararmos os resultados desta sondagem com a segunda, verifica-se que António Carvalho subiu duas décimas e que o concorrente socialista desceu na mesma proporção. Assim, tendo em conta os 19,5% de inquiridos que não souberam ou não quiseram responder, é total a incógnita sobre quem será o próximo presidente do município vila-realense.

Ambos se têm mostrado muito otimistas relativamente à vitória. Dizem ter as suas próprias sondagens e, sobretudo, confiar nas mensagens de apoio que têm recebido, quer em contacto direto com a população, quer por outros meios de comunicação. E enquanto Rui Santos está convencido de que desta vez conseguirá colocar um ponto final em 38 anos de reinado social-democrata em Vila Real, António Carvalho diz-se certo de que vai continuar o trabalho feito por Manuel Martins, embora adequando as políticas à conjuntura atual.

Comparativamente com o estudo de julho, o candidato do CDS/PP, Jorge Pinho, é o que mais ganha. Ao passar de 4,3% para 5,4%, recupera o terceiro lugar nas intenções de voto. De resto, Jorge Pinho até supera, nesta terceira sondagem, o resultado da primeira, que lhe dera 5,3% do eleitorado.

O candidato do Bloco de Esquerda, Rui Cortes, perdeu o terceiro lugar conquistado no segundo estudo, no qual obtinha 5,2%.

Regressa ao último posto, com 3,7%. Mesmo assim, melhor do que na primeira sondagem, em junho, que lhe atribuía 2,8% das intenções de voto.

Por seu lado, a CDU, que apresenta como cabeça de lista Júlia Violante, mantém-se no quarto lugar. No entanto os potenciais votantes têm variado entre os 3% da primeira sondagem e os 5% da segunda. Nesta terceira, conquista mais uma décima e passa para 5,1%.

Ficha técnica: Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem, S.A., para o JN, nos dias 19 e 20 de setembro de 2013. Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados. O universo é a população com 18 anos ou mais, residente no concelho de Vila Real, e habitando em lares com telefone da rede fixa. Foram efetuadas 610 tentativas de entrevistas e, destas, 101 (16,6%) não aceitaram colaborar no estudo de opinião. A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma aleatória resultou, em termos de sexo feminino - 52,3%; masculino - 47,7%, e no que concerne à faixa etária dos 18 aos 30 anos - 18,9%; dos 31 aos 59 - 47,9%; com 60 anos ou mais - 33,2%, num total de 509 entrevistas validadas. O erro máximo da amostra é de 4,32%, para um grau de probabilidade de 95,0%.

ver mais vídeos