Autárquicas 2013

António Costa prepara-se para passeio triunfal em Lisboa

António Costa prepara-se para passeio triunfal em Lisboa

O candidato do PSD, CDS e MPT à Câmara de Lisboa volta a cair nas intenções de voto. A terceira sondagem do JN revela que o socialista António Costa está de pedra e cal. Mas só CDU e BE registam subidas.

Dois dias depois de, liberto pelo Tribunal Constitucional para entrar na corrida em Lisboa, Fernando Seara lançar em público o desafio a António Costa para a realização de debates, os inquiridos pelo estudo de opinião da Eurosondagem não lhe deram sequer o benefício da dúvida. É essa a legítima conclusão a retirar dos 26,9% de apoios recolhidos, pouco mais de metade das intenções de voto no adversário socialista.

Não parece ter feito nada bem à pré-campanha do candidato da direita a "luz verde" dos juízes do Palácio Ratton para que virasse costas a Sintra e tentasse a sua sorte na capital. Seara, que já tinha baixado de 30 para 27,5% entre a primeira sondagem, efetuada em maio, e a segunda, em julho, afunda-se agora ainda mais. Não estará, com efeito, em condições de almejar mais do que cinco lugares numa vereação que, a confirmarem-se os resultados, será amplamente dominada por socialistas.

António Costa perdeu, entretanto, 2,5 pontos percentuais, é certo. Mas em benefício dos dois concorrentes à sua esquerda, não da coligação PSD/CDS/MPT, e conservando uma vantagem de tal modo sólida que lhe deverá proporcionar um passeio triunfal no próximo dia 29.

Obtenha nove ou dez representantes no executivo camarário, o atual presidente continuará a governar em maioria absoluta. E tudo indica que reforçará a votação alcançada há quatro anos.

CDU e BE a subir

Da descida registada pelos dois principais contendores, beneficiam comunistas e bloquistas. Ambas as candidaturas foram, paulatinamente, melhorando a sua performance. Tal tendência pode revelar que o chamado voto útil deixou de ser sedutor. Ou seja, que perante a incapacidade de Fernando Seara se constituir como uma ameaça séria à vitória do PS, os eleitores tradicionais das duas forças políticas se sentem livres para seguir a sua opção.

Ao superar os dois dígitos, João Ferreira está em condições de conquistar dois mandatos, superando a prestação de Ruben de Carvalho há quatro anos. Já o coordenador do Bloco de Esquerda, João Semedo, terá de contentar-se com a sua própria eleição, agora mais segura. Mas também deverá ficar acima do score do partido em 2009 (4,6%).

FICHA TÉCNICA

Estudo de opinião efetuado pela Eurosondagem, S.A., para o JN, nos dias 8, 9 e 10 de setembro de 2013.

Entrevistas telefónicas, realizadas por entrevistadores selecionados e supervisionados.

O Universo é a população com 18 anos ou mais, residente no concelho de Lisboa, e habitando em lares com telefone da rede fixa. Foram efetuadas 969 tentativas de entrevistas e, destas, 144 (14,9%) não aceitaram colaborar no estudo de opinião.

A escolha do lar foi aleatória nas listas telefónicas e o entrevistado, em cada agregado familiar, o elemento que fez anos há menos tempo, e desta forma aleatória resultou, em termos de sexo, (feminino - 51,0%; masculino - 49,0%), e no que concerne à faixa etária, (dos 18 aos 30 anos - 16,7%; dos 31 aos 59 - 50,7%; com 60 anos ou mais - 32,6%) num total de 825 entrevistas validadas.

O erro máximo da amostra é de 3,41%, para um grau de probabilidade de 95%.

ver mais vídeos