Luís Filipe Menezes

Menezes quer limitar trânsito na zona histórica do Porto a moradores e táxis

Menezes quer limitar trânsito na zona histórica do Porto a moradores e táxis

O candidato do PSD à Câmara do Porto, Luís Filipe Menezes, defendeu esta sexta-feira um modelo de trânsito nas zonas históricas semelhante ao aplicado em Gaia, com acesso condicionado mas livre para moradores, familiares de residentes e táxis.

Em visita à zona da Sé do Porto, o candidato do PSD afirmou que "ninguém deseja que os centros históricos sejam invadidos por automóveis", uma vez que isto "é desqualificador do ambiente e da qualidade de vida e é também, em muitas circunstâncias, um perigo em termos de política de segurança".

"A filosofia a aplicar é uma filosofia da sensatez, de dialogar com os moradores e é fazer um equilíbrio entre a liberalidade do acesso. E para mim a liberalidade do acesso será, em todas estas zonas históricas do Porto, aquela que apliquei em Gaia, ou seja, acesso condicionado mas livre a todos os moradores e a todos os residentes e acesso livre a todos os familiares", explicou.

Menezes quer por isso que nestas zonas haja "acesso condicionado a todos os que não são moradores, a todos os que não são familiares de moradores, não são lugares de passagem", defendendo ainda o "acesso livre" aos táxis.

O candidato do PSD foi recebido e ouviu as preocupações de um morador - Tiago Azevedo Fernandes, fundador e moderador do blog " A Baixa do Porto" - que lhe disse ter recebido "outros candidatos à câmara e que esta não é uma matéria que divida candidaturas à câmara", considerando Menezes que esta é "uma questão de sensatez".

Questionado pelos jornalistas sobre este tema só divide os candidatos em relação à atual câmara, liderada por Rui Rio, Menezes disse que "pelos vistos sim", considerando, no entanto, que "já é um lugar-comum".

Para além de Menezes, concorrem à Câmara do Porto Manuel Pizarro (PS), Rui Moreira e Nuno Cardoso (independentes), Pedro Carvalho (CDU), José Soeiro (BE), Costa Pereira (PTP) e José Carlos Santos (PCTP/MRPP).

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG