PSD

PSD defende eleições autárquicas a 22 de setembro

PSD defende eleições autárquicas a 22 de setembro

O PSD defendeu, esta quarta-feira, junto do primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, a realização das eleições autárquicas no mês de setembro, nomeadamente, no dia 22, anunciou o vice-presidente do partido Jorge Moreira da Silva.

"A nossa preferência vai para as datas possíveis em setembro, desde logo para 22 de setembro", afirmou Moreira da Silva aos jornalistas, à saída da audiência com o primeiro-ministro, na residência oficial do chefe de Governo.

"Uma vez que o ano parlamentar se inicia a 15 de setembro e que há um grande número de deputados sempre envolvidos da parte de todos os partidos políticos nas candidaturas autárquicas há toda a vantagem em que as eleições autárquicas se realizem o mais cedo possível, em setembro, de forma a causar a menor alteração, o menor transtorno no calendário parlamentar", justificou.

Questionado sobre se a marcação de eleições para 22 de setembro procura evitar que a discussão do Orçamento de Estado "entre" na campanha autárquica, Moreira da Silva respondeu que essa é uma "falsa questão que muitos partidos à esquerda têm procurado disseminar".

"Se há Orçamento do Estado que é conhecido por antecipação é o Orçamento do Estado para 2014", declarou.

"Sabemos que esse Orçamento tem uma meta de défice orçamental de 4%, sabemos que terá de concretizar opções de reforma do Estado que são conhecidas e sabemos que esse Orçamento têm linhas ligadas à fiscalidade e atração de investimento que são desde logo conhecidas no documento que o Governo produziu sobre crescimento, emprego e fomento industrial", argumentou.

A delegação do PSD foi a primeira a ser recebida pelo primeiro-ministro, que esta quarta-feira faz uma auscultação aos partidos com assento parlamentar sobre a data das eleições autárquicas.