Autárquicas 2013

Vereadora de Rui Rio deixa PSD e junta-se a Rui Moreira

Vereadora de Rui Rio deixa PSD e junta-se a Rui Moreira

A vereadora do PSD na Câmara Municipal do Porto Guilhermina Rego anunciou esta quinta-feira a desfiliação do partido, por uma "questão de integridade pessoal", e adiantou que vai figurar na lista de candidatos autárquicos liderada pelo independente Rui Moreira.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a vereadora do executivo chefiado por Rui Rio explica que a escolha de Luís Filipe Menezes como candidato do PSD à autarquia portuense está na origem da decisão de abandonar o partido pelo qual foi eleita.

"Em face da política que o Dr. Luís Filipe Menezes levou a cabo na Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia nos 16 anos que a ela presidiu, estou convicta de que é sua intenção fazer o mesmo no Porto, ou seja, ignorar todo e qualquer rigor financeiro na futura gestão da nossa cidade", escreve Guilhermina Rego.

A vereadora explana que "tal certeza mais se reforça, quando vemos no terreno uma pré-campanha eleitoral que - apesar da lei em vigor - não se coíbe de gastar avultadas verbas que, no fundo, mais não representa do que um fraco respeito por todos os que, hoje, em Portugal, já nem sequer conseguem o mínimo para viver em condições".

Por isso, a vereadora adianta que vai apoiar e integrar a lista da candidatura independente à autarquia liderada por Rui Moreira.

"Porque me revejo nos princípios essenciais que norteiam a sua candidatura, desde logo no facto de ser considerado prioritário o controlo rigoroso das contas públicas", justifica.

Segundo Guilhermina Rego, a candidatura de Moreira é a "continuidade natural da atual gestão do município do Porto de que faço parte".

Guilhermina Rego acusa ainda a estrutura local do PSD de "hipocrisia" ao apoiar o discurso de Menezes.

"Não suporto a hipocrisia de ver o PSD no Porto a apoiar um discurso de permanente crítica ao atual executivo municipal -- por parte do candidato à Câmara, do seu porta-voz, e de alguns candidatos às Juntas de Freguesia -- depois de durante 12 anos ter feito exatamente o contrário".

Assim, anuncia a vereadora a sua saída do PSD.

"Acima de tudo por uma questão de integridade pessoal, solicitei esta semana a minha desfiliação do Partido Social Democrata".

A posição de Guilhermina Rego surge dois dias depois de o presidente da Câmara do Porto ter afirmado, que não poderia apoiar nem votar no candidato social-democrata à autarquia portuense, Luís Filipe Menezes, e ter criticado o PSD pela escolha "que vai destruir tudo o que foi feito" na cidade.

"Se apoiasse Luís Filipe Menezes era hipócrita. Se não dissesse nada era oportunista. Todos os dias faz promessas e promessas e promessas (...). Tenho a obrigação ética de me demarcar muito claramente do candidato que vai destruir tudo o que foi feito. Isto descredibiliza os partidos", lamentou Rui Rio, numa entrevista à RTP1.

Outros Artigos Recomendados