Legislativas 2011

Louçã foi ver segredo da fábrica de calçado Bemicar

Louçã foi ver segredo da fábrica de calçado Bemicar

Podia ser mais uma fábrica tradicional de calçado das muitas que existem na zona de Santa Maria da Feira. 'Sim, podia mas não é', como acaba de verificar Francisco Louçã.

O líder do BE deslocou-se à Bemicar, uma unidade dedicada ao calçado ortopédico, um caso de sucesso de uma fábrica que se reconverteu dos sapatos de moda para os que mantendo os pormenores de design são 'receitados' por ortopedistas para resolver problemas graves de locomoção.

É uma unidade toda especializada em que os pares de sapatos são sempre únicos, feitos à medida das necessidades dos clientes e exportados, designadamente, para a Holanda, Bélgica e França. A razão para apostarem na exportação é simples, explica Luís Sá o sócio gerente da fábrica: "Fazemos calçado para a saúde e na Holanda a Segurança Social comparticipa em 50 % o seu custo". Um dado relevante pois cada par de sapatos, integralmente feito à mão, custa em média cerca de mil euros.

Quanto aos operários que trabalham na Bemicar ganham entre os 700 e os 800 euros, ou seja muito acima do Salário Mínimo Nacional de 475 euros que é a 'regra' na indústria do calçado.

À saída o líder do BE mostrou-se satisfeito por ter visitado este caso de sucesso onde o gestor frisa que muito mais do que a baixa da TSU a unidade precisava era de apoios à exportaçao em factores de produção como a energia ou os transportes.

Trabalhando especialmente para um cliente/doente específico a unidade tem um contacto directo com as pessoas que calça. Nas paredes , escritas a marcador, estão algumas mensagens que chegam carregadas de simbolismo. Willem , um dos clientes estrangeiros enviou a seguinte mensagem : "Que o melhor de hoje seja o pior de amanhã".

Outros Artigos Recomendados