Legislativas 2011

Jerónimo contesta proposta de Portas e abertura do BE

Jerónimo contesta proposta de Portas e abertura do BE

O secretário-geral do PCP lançou, esta terça-feira à tarde, ataques à Direita e à Esquerda. A Paulo Portas acusou de "trazer no bojo" a intenção de executar "rapidamente" as medidas da "troika" quando propõe que o Parlamento fique aberto no Verão. Quanto ao Bloco, comentou a abertura para um entendimento no Governo dizendo não estar disponível para "engrossar as hostes que já estão no pântano da Direita".

Ressalvando que os eleitos da CDU estão "sempre disponíveis para trabalhar", Jerónimo de Sousa afirmou, em Almada, que a continuação dos trabalhos na Assembleia será sempre uma decisão da conferência de líderes. E comentou que a proposta do CDS traz "uma ideia de que é preciso ir rapidamente e em força executar as medidas da 'troika'".

Questionado, por outro lado, sobre a abertura manifestada pelo Bloco de Esquerda para um entendimento de Esquerda, o líder comunista fez apenas uma crítica indirecta, defendendo que a CDU recusa aliar-se "às forças que querem fazer recuar o país". E defendeu "uma ruptura".

"Para ir apenas engrossar as hostes que estão no pântano da Direita", os comunistas garantem não estar disponíveis. "Isso não", assegurou, antes de um almoço com autarcas da CDU. Eram 28 no total, oriundos de sete distritos: Leiria, Portalegre, Beja, Santarém, Lisboa, Évora e Setúbal.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG