Legislativas 2011

Programas de PS, PSD e CDS-PP são a "fingir"

Programas de PS, PSD e CDS-PP são a "fingir"

O secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, acusou PS, PSD e CDS-PP de terem "programas a fingir", dizendo que o "verdadeiro" é aquele que subscreveram no memorando de entendimento com a "troika".

Num discurso proferido durante uma festa comício da CDU em Odivelas, Jerónimo de Sousa criticou aquilo que diz estar a ser uma "discussão encenada" sobre os programas dos "partidos de direita".

"Nunca em nenhuma campanha se discutiu tanto os programas dos partidos como nesta. Armam quezílias, trocam acusações, mas na verdade aquilo que pretendem é esconder que têm um programa em comum", afirmou Jerónimo de Sousa.

O líder do Partido Comunista Português sustentou as suas afirmações sublinhando que as medidas impostas pela "troika" (Fundo Monetário Internacional, Banco Central Europeu e União Europeia) para concretizar o resgate financeiro a Portugal são "imposições de ferro e inflexíveis", dando por isso pouca margem de manobra ao futuro Governo.

Jerónimo de Sousa defendeu novamente a renegociação da dívida portuguesa, lembrando que na Grécia, onde o Fundo Monetário Internacional (FMI) também interveio, o desemprego e a dívida do país aumentaram.

"A receita do FMI em Portugal é a mesma da Grécia. Se não renegociarmos a nossa dívida, vamos chegar ao ponto de não termos capacidade de a pagar", perspectivou.

Outras Notícias