MEP

Rui Marques demite-se do Movimento Esperança Portugal

Rui Marques demite-se do Movimento Esperança Portugal

O líder do Movimento Esperança Portugal, Rui Marques, anunciou este domingo a sua demissão da presidência do partido, depois de considerar que os resultados das eleições legislativas são "uma derrota claríssima".

"Não alcancei os resultados desejados, e por isso apresentarei a minha demissão ao Conselho Nacional", afirmou Rui Marques, acrescentando: "É o terceiro discurso de derrota que eu faço, é hora de sair".

No bar do Bairro Alto, em Lisboa, onde se juntaram cerca de 50 apoiantes do MEP, Rui Marques considerou que o partido sai claramente derrotado das eleições, nas quais, apesar de ainda não estarem contabilizadas todas as freguesias, "obteve um resultado pior do que em 2009".

"O MEP é derrotado claramente nas eleições. A proposta que apresentou ao país não tem o apoio dos portugueses. O resultado mostra que os portugueses não se identificam com o MEP", disse Rui Marques, acrescentando: "Os portugueses são soberanos, se alguém está errado somos nós, não são os portugueses".

O cabeça de lista pelo círculo de Lisboa saudou o PSD, vencedor das eleições, e disse esperar que os sociais-democratas "consigam corresponder à grande responsabilidade de governar o país".

Na despedida, Rui Marques garantiu que vai continuar a lutar pelas causas em que acredita, como tem feito "há mais de 25 anos".

Aos militantes do MEP, Rui Marques pediu que guardem o património que fica da campanha: "A convicção e a capacidade de lutar por causas em que acreditam, mesmo quando as condições são adversas.

Rui Marques foi o fundador do MEP, tendo assumido em 2008 a presidência do partido que, tal como em 2009, não conseguiu eleger qualquer deputado.

ver mais vídeos