Legislativas 2011

Sócrates admite "pequena" redução da TSU

Sócrates admite "pequena" redução da TSU

José Sócrates admitiu apenas "uma pequena contribuição" na descida da Taxa Social Única, em resposta ao desafio lançado ontem por Pedro Passos Coelho para que seja explicado os termos do acordo com a "troika", no qual se indica uma "redução substancial" da taxa.

"O PSD quer criar mais um caso na campanha, porque os termos do acordo não são uma novidade, já estavam referidos no memorando" e o que está previsto, segundo o secretário-geral do PS, "é estudar, calibrar e só depois decidir" sobre o montante da redução da TSU.

Ao falar aos jornalistas, ao princípio da tarde de hoje, quinta-feira, à saída de um encontro com académicos e com o reitor da Universidade do Porto, Marques dos Santos, Sócrates insistiu nas críticas à proposta do PSD de reduzir de imediato a TSU em 4%.

"É errada a descida já de quatro ponto percentuais, porque isso significaria retirar aos contribuintes e ao consumo para entregar às empresas", acentuou, mantendo a promessa de que "não são necessárias mais medidas de austeridade e mais sacrifícios".

Outros Artigos Recomendados