Legislativas 2011

Fernando Nobre quer reabilitação das cidades em detrimento do investimento "tipo TGV"

Fernando Nobre quer reabilitação das cidades em detrimento do investimento "tipo TGV"

Preocupado com a falta de "vida própria" no centro de Lisboa, com muitos turistas mas poucos residentes, Fernando Nobre defendeu, terça-feira, o investimento na reabilitação dos centros urbanos comerciais em detrimento dos "mega investimentos tipo TGV".

"Hoje, se passarmos à noite, verificamos que só as mansardas estarão iluminadas. Precisamos de ter vida própria em Lisboa. Eu sou daqueles que acredito que em vez dos mega-investimentos tipo TGV, podíamos reabilitar os centros urbanos, reabilitar os centros comerciais, facilitando-lhes o crédito à banca que não é fácil de todo para uma sociedade à escala humana mais harmoniosa muito mais feliz para todos nós", afirmou.

O primeiro candidato da lista do PSD pelo círculo eleitoral de Lisboa falava aos jornalistas durante um passeio tranquilo por algumas ruas da baixa da cidade, e após reunir-se com o presidente da junta de freguesia de S. Nicolau, António Manuel.

Questionado sobre a redução de freguesias e câmaras prevista no programa de ajuda externa, Fernando Nobre disse esperar que seja possível "chegar a um consenso nacional" e considerou que "isso não é coisa para se fazer de um dia para o outro".

"A última reforma administrativa do Estado data de Mouzinho da Silveira, estamos a falar de 1820 e pouco, já lá vão quase 200 anos. É evidente que Portugal hoje não é Portugal do século XIX. Por isso acho que essa reforma se impõe mas tem que ser feita com muita cautela, em diálogo, ouvindo as pessoas e com concertação e, nunca esquecendo que há regras sem excepção, podemos chegar a um consenso nacional", disse.

Quanto ao acordo entre o PS e o PSD na câmara de Lisboa para reduzir de 53 para 27 o número de freguesias de Lisboa, Fernando Nobre considerou que "é uma boa solução", afirmando esperar que se "possa expandir para todo o país com calma, ponderação e bom senso".

"Havia freguesias com pouco mais que uma rua. É preciso escala até para uma boa gestão e chegou-se a um acordo que ainda não está implementado", afirmou.

PUB

Acompanhado pelos candidatos Paula Teixeira da Cruz e Duarte Pacheco, bem como por alguns elementos da JSD, Fernando Nobre contactou com alguns transeuntes, disse-se feliz por ver que Lisboa continua a ser apreciada pelos turistas e foi saber como vai o negócio nas lojas de comércio tradicional.

Na Rua da Prata, o candidato independente na lista social-democrata nunca apelou ao voto nas eleições de 5 de Junho e poucos panfletos distribuiu, preferindo dar os "bons dias" e perguntar a quem passava se moravam em Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG