O Jogo ao Vivo

Notícias

Sócrates diz que portugueses optaram pela estabilidade

Sócrates diz que portugueses optaram pela estabilidade

O secretário-geral do PS, José Sócrates, considerou hoje, domingo, que os portugueses optaram nas eleições presidenciais pela continuidade e pela estabilidade política em Portugal ao reelegerem Cavaco Silva.

O secretário-geral do PS afirmou que se irá empenhar numa "leal" cooperação com o Presidente da República e saudou o candidato do seu partido, Manuel Alegre, pelo "desassombro" de ter avançado numa eleição difícil.

Na sua declaração inicial, o secretário-geral do PS saudou todos os candidatos às eleições presidenciais, dizendo que "todos deram um contributo para a pluralidade da vida política e contribuíram para o enriquecimento da vida cívica e democrática".

Em relação ao candidato apoiado pelo PS, Manuel Alegre, Sócrates considerou que os socialistas "apreciaram o exemplo que mais um vez deu de combatividade cívica ao longo da campanha eleitoral".

"É sempre muito difícil para alguém dar o passo de se apresentar como candidato numa eleição em que o atual Presidente da República se recandidata. Manuel Alegre teve esse desassombro e esse acto de coragem cívico", declarou José Sócrates.

Para o secretário-geral do PS, Manuel Alegre "é digno do apreço e do reconhecimento" dos socialistas.

"Quero deixar-lhe um abraço fraterno de solidariedade política. Foi com orgulho que todos os socialistas estiveram ao seu lado nesta campanha eleitoral", acrescentou.

PUB

No que respeita às relações que terá com Cavaco Silva no seu segundo mandato presidencial, o secretário-geral do PS disse "reiterar aquilo que tem sido desde sempre o comportamento do Governo".

"No respeito pela Constituição e pela vontade soberana do povo, quero reiterar a minha disponibilidade e a disponibilidade do Governo para assegurar uma leal cooperação com o Presidente da República agora eleito. Isso é da maior importância para o funcionamento do nosso sistema democrático e julgo que é isso que os portugueses desejam", disse.

Sócrates fez mesmo questão de salientar este último ponto.

"É nessa lealdade e nessa cooperação que me irei empenhar", frisou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG