Itália

Espanha a vencer Itália por 4-0

Espanha a vencer Itália por 4-0

Aos 88 minutos, Mata marcou o 4.º golo de Espanha frente à Itália. Fernando Torres, Jordi Alba e David Silva asseguraram os três primeiros da goleada frente à Itália. É uma final de luxo do Euro2012, em Kiev (Ucrânia). Em confronto os dois estilos, distintos, que mais têm deliciado ao longo do torneio.

Espanhóis e italianos têm encontro marcado com a história em Kiev, numa final gloriosa também para Portugal, dada a presença no Estádio Olímpico da equipa de arbitragem liderada por Pedro Proença.

"La Roja", campeã europeia e mundial em exercício, ambiciona conquistar aquilo que ainda ninguém, ao nível dos cinco continentes, conseguiu neste planeta da bola: ganhar três títulos consecutivos! Já a squadra azzurra, à semelhança do que aconteceu no Mundial de 2006, ambiciona espantar com outra vitória improvável o estigma da corrupção que voltou a assolar o calcio - desta vez devido à manipulação de resultados, ligada às apostas on-line - em vésperas do Euro.

Triplete vs tradição

Para chegar ao inédito "triplete", a seleção de Vicente Del Bosque terá de contrariar também a tradição, pois nunca ganhou à Itália em sete jogos oficiais, para europeus ou mundiais. O registo é de três vitórias para a Itália e quatro igualdades, a última (1-1) já no Euro 2012, sendo que, em 2008, a Espanha atingiu as meias-finais ao vencer o desempate por penáltis (4-2).

O dilema do avançado

Os finalistas têm exibido do melhor futebol que se viu neste Euro. Mas a Espanha consegue chegar ao último jogo ainda com dúvidas, ao contrário da Itália, que conseguiu consolidar ao longo do torneio um modelo de jogo, com o célebre "catenaccio" a deixar de fazer parte do léxico da equipa orientada por Cesare Prandelli.

Usar um avançado tem sido o constante dilema de Del Bosque. Mas a meia-final com Portugal pode ter posto fim ao debate e ao regresso à fórmula Barça, pois a Espanha foi bem melhor com Fàbregas e sem Negredo.